Multi uso de Lona transparente

Multi uso de Lona transparente

Lona Transparente é muito importante em vários segmentos. Na construção, agricultura, agricultura ou indústria, seu uso é fundamental para o bom desenvolvimento do projeto.

Mas isso não é qualquer tipo de tela que você pode usar em seu negócio e cada tipo tem seu aplicativo específico. Para fazer isso, você precisa saber como escolher a melhor opção.

Primeiro de tudo você precisa determinar onde sua lona transparente será usada, já que para cada utilitário existe um tipo. Há estufa com efeito de estufa (película leitosa para um túnel, anti-UV e luz cristal estufa cristal espalhador) e a túnica silo (preto, branco e prata);

Determine a cor que você deseja. Nem sempre a melhor tela terá uma cor correspondente ao local onde você vai usá-la. O mais importante é a utilidade. Cores escuras tornam a sala mais quente, os brancos renovam a temperatura interior da sala. Existem várias plástico transparente, que pode ser claro novo ou reciclado, lona transparente, preto, branco, amarelo, azul, verde e preto e branco.

plastico transparente

Resistência lona transparente

Considere o fator resistência como algo muito importante, porque a vida útil é maior, e você não vai investir em tela toda vez;

Veja o tamanho da tela. Verificar onde a tela de plástico transparente será publicado, para que você não gastar mais dinheiro do que você precisa, ou está comprando um produto que não é exatamente preenche a área selecionada anteriormente.

Dar preferência a lona transparente de baixa densidade, pois este material valoriza o uso racional e a estabilidade;

Conhecer o tipo de lona transparente que será usado no cultivo protegido de vegetais é de grande valor; Assim, este informativo tem como objetivo identificar e diferenciar os vários tipos de películas lona transparente disponíveis no mercado, cuja finalidade é o uso de produção de hortaliças em estufas.

Lona transparente são obtidos por polimerização (compostos de polímeros e monômeros) com aditivos específicos. Os materiais mais utilizados na composição dos filmes plásticos são polietileno de baixa densidade (PEBD) e polietileno de alta densidade (LDPE), acetato de vinilo etileno (copolímero de EVA), cloreto de polivinilo (PVC).

lona de plastico
lona de plastico

Densidade da lona de plástico transparente

Deve notar-se que o polietileno de baixa densidade (LDPE), aditivos anti-ultravioletas são utilizados a maioria dos agricultores.

Um dos fatores importantes na escolha de lona transparente é a observação de sua espessura, uma vez que sua variação é de 100 a 200 mícrons; e também sua largura, que pode variar de 4 a 12 m.

Com respeito aos aditivos, os quais têm uma função de qualidade, eles são caracterizados por características, tais como: o bloqueio ultravioleta (UV) e de radiação infra-vermelho e, consequentemente, aumentar a vida útil do material utilizado, além de alterar a tensão superficial e favorecida por uma menor deposição de sujidade sobre a superfície exterior da película de plástico (os chamados aditivos antiestáticos).

Eles também são distinguidos por uma redução na formação de gotículas (filmes plásticos contra gotículas). Essas funções têm como objetivo principal garantir maior iluminação e, consequentemente, maior taxa de fotossíntese no ambiente interno de colheita para lona transparente.

Vários tipos brindes personalizados para sua empresa com a PAPERPLAST.

Dicas para bons Vídeos Corporativos

A linguagem visual é bastante apelativa e eficiente para prender a atenção do público. Não é à toa que o cinema e a televisão são responsáveis por gerar um público cada vez mais cativo e frutífero para as produtoras e emissoras de televisor.

Os vídeos oferecem um “material pronto”, com imagens e sons. A linguagem audiovisual é bastante ativa e leva vantagem sobre a escrita, a termo verbal, a imagem estática e o áudio puro e fácil.

videos-corporativos

 

Vídeos com teor aprazível

Ainda com seus incentivos, é preciso descobrir trabalhar de modo correto os vídeos corporativos com finalidade de atinjam seu objeto. Vídeos podem ser destinados aos funcionários e gestores (público interno) e aos clientes (público externo).

Os mecanismos de procura têm oferecido bastante realce às produções audiovisuais. O Google é um exemplo desses mecanismos. Diversos vídeos estão no cabeça das buscas, principalmente se forem postados em locais estratégicos, como Youtube ou Dailymotion.

Uma forma de captar compradores e leads é postar vídeos com teor inerente, porém que sejam mas que unicamente propagandas de seus produtos. O que não deve faltar é a linkagem para sua página.

Os vídeos institucionais estão conduzindo o marketing do dedo por outros rumos, autorizando que as tradicionais propagandas ( varias vezes inconvenientes) tornem-se atrativas e eficientes.

 

Aprimoramento do controle

Outra forma de utilizar vídeos em sua empresa é para passar informações, ordens, conceder notícias e treinar melhor controle sobre os colaboradores. Toda inovação tende a invocar a atenção, particularmente se for muito elaborada.

A rotina deve conduzir os funcionários à desmotivação. Os vídeos podem modificar esse quadro, autorizando uma interação divertida entre gestores e funcionários.

 

Originalidade durante a geração

A geração de vídeos exige originalidade e tem se considerar o público- objectivo. Se pretende impulsionar suas vendas, invista em movimento, cores, dê vida própria ao seu produto. Uma boa propaganda visual deve fazer a diferença para o consumidor adquirir uma mercadoria.

Geração de personagens é uma indicação, utilizar música ( produzir trilha sonora, por ex ), apostar nas animações, na venustidade feminina e deste modo por diante. Até a produção de um curta deve ser viável.

Vídeos educativos devem entregar prioridade ao matéria principal, porém podem utilizar de recursos interativos, como a metalinguagem.

Já foi comprovado que as pessoas se sentem mais animadas para o trabalho na companhia de “coisas fofas” e “agradáveis”. Fabricar um personagem visual cativante para, através dele, passar ordens e recomendações é uma estratégia eficiente de mandar sem ser repugnante.

A versatilidade do audiovisual

Os vídeos atingem uma volume muito maior, são compartilhados nas redes sociais, têm um número de acessos bastante elevado, promovem feedbacks e comentários, integram grupos diferentes entre si. Podem ser disponibilizados também por intermédio de DVDs, CDs ou Blu-rays — e oferecem formatos diferentes, como rmvb, flash, mp4, avi e outros.

O que é Seguro Saúde em Viagens

O que é o tal do Seguro para saúde em viagem?

seguro-saude-viagem

Protegido por um Seguro Saúde de Viagem é um termo popular para seguro de Viagem. É muito essencial a contratação de algum seguro saúde viagem para evitar conflitos e imprevistos.

Varias pessoas não pensam nos obstáculos que podem sobrevir durante a viagem, deste modo, o resguardado é uma medida de prevenção que irá diminuir os transtornos e o estresse causado por informações como o extravio de bagagem, contração de alguma doença, acidentes entre muitos outros riscos ao que ficamos expostos enquanto viajamos.

Quando alguma coisa desta forma acontece, especialmente fora do país de origem, quem caixa com todos e cada um dos custos é o próprio viajante, já com o resguardado viagem contratado não há urgência para se preocupar.

Quais são as coberturas básicas do garantido viagem?

O Seguro viagem deve oferecer, obrigatoriamente, proteção para, ao menos uma das seguintes coberturas básicas:

Despesas médicas, hospitalares e /ou odontológicas em viagem pátrio (DMHO em viagem vernáculo ) – indenização das despesas médicas, hospitalares e /ou odontológicas derivadas de acidente pessoal ou enfermidade súbita e aguda ocorrida durante o temporada de viagem pátrio e uma vez constatada a saída do segurado de sua cidade de morada.
Despesas médicas, hospitalares e /ou odontológicas em viagem ao exterior (DMHO em viagem ao exterior) – indenização das despesas médicas, hospitalares e /ou odontológicas decorrente de acidente pessoal ou enfermidade súbita e aguda ocorrida durante o temporada de viagem ao exterior e uma vez constatada a saída do segurado país de morada.

Traslado de corpo – indenização das despesas com a liberação e transporte do corpo do segurado do lugar da ocorrência do falecimento até o morada ou sítio do sepultamento, incluindo-se nestas despesas todos e cada um dos procedimentos e objetos imprescindíveis ao traslado do corpo. Esta cobertura não deve ser contratada isoladamente.

Revinda sanitário – indenização das despesas com o traslado de retorno do segurado ao lugar de origem da viagem ou de seu habitação caso este não se encontre em condições de retornar como passageiro regular por motivo de acidente pessoal ou enfermidade cobertos pelo protegido. Esta cobertura deve incorporar, quando requisitado por dr. responsáveis pelo auxílio, mas de uma remoção.

Traslado Dr. – indenização das despesas com a remoção ou transferência do segurado até a clínica ou nosocômio mas próximo em condições de atendê-lo, por motivo de enfermidade ou acidente pessoal cobertos pelo garantido.
Morte em viagem – pagamento do capital segurado aos beneficiários do segurado, de uma exclusivamente vez ou sob maneira de renda, em caso de falecimento do segurado por causas naturais ou acidentais durante o temporada de viagem.

Morte fortuito em viagem – pagamento do capital segurado aos beneficiários, de uma exclusivamente vez ou sob maneira de renda, em caso de falecimento do segurado, somente por acidente pessoal ocorrido durante o temporada de viagem.

Invalidez permanente totalidade ou parcial por acidente em viagem – indenização em caso de perda, redução ou insuficiência funcional estrita, totalidade ou parcial, dos membros ou órgãos definidos no contrato em resultante de lesão física sofrida pelo segurado provocada somente por acidente pessoal ocorrido durante o temporada de viagem.

Problemas do homem ligados ao uso de drogas

A maconha pode interferir no desempenho sexual de um homem? A resposta depende do tipo de maconha e quanto ele usa.

A maconha pode ter centenas de ingredientes e preparações variadas. Mas a chave para entender os efeitos da maconha é encontrada nos canabinóides, como o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD). Esses produtos químicos se ligam aos receptores canabinóides no corpo. É essa ligação que leva ao sentimento “alto” da maconha. A experiência de um indivíduo com a maconha dependerá do que está na mistura.

medico urologista

Para alguns homens, o sexo é melhor quando está alto. Eles podem se sentir menos ansiosos e menos inibidos, o que pode fazê-los aproveitar mais a experiência. Eles também podem ter melhor controle sobre a ejaculação.

A pesquisa também sugere que as pessoas que usam maconha fazem sexo com mais frequência do que as que não usam.

No entanto, a maconha também pode ter efeitos negativos na vida sexual de um homem. Alguns dos problemas mais comumente relatados incluem o seguinte:

  • Baixo desejo
  • Problemas para obter uma ereção
  • Ereções fracas
  • Problemas para atingir o orgasmo
  • Ejaculação precoce
  • Julgamento pobre
  • Sexo inseguro

Especialistas dizem que os usuários de maconha mais pesados ​​são mais propensos a ter problemas sexuais do que aqueles que usam pequenas quantidades de vez em quando.

Ainda assim, as pessoas que sentem que o consumo de maconha está causando problemas sexuais (ou se tornando excessivas em geral) são encorajadas a falar com seu médico.

Para os jovens, as tendências mudaram

terapia sexual

Vestuário, penteados e tendências musicais mudam para os jovens, e novas pesquisas sugerem que as práticas sexuais também o fazem.

Os cientistas analisaram recentemente os resultados de três versões dos Inquéritos Nacionais de Atitudes Sexuais e Estilos de Vida, concluídos em 1990-1991, 1999-2001 e 2010-2012 por mais de 45.000 pessoas na Grã-Bretanha. Para este estudo, os pesquisadores se concentraram nos resultados de 4.449 homens e 5.470 mulheres entre as idades de 16 e 24 anos.

O estudo concentrou-se nas relações heterossexuais, pois não havia dados suficientes para analisar as experiências do mesmo sexo.

Para os entrevistados que fizeram sexo no ano anterior, o sexo vaginal e oral foram as atividades mais comuns. Durante o ciclo de pesquisa de 1990-1991, um em cada dez homens e mulheres tiveram sexo vaginal, oral ou anal. No período de 2010-2012, isso aumentou para cerca de um em cada quatro homens e uma em cada cinco mulheres.

Ao considerar as idades medianas de primeiras experiências sexuais (como beijar) e primeiro intercurso, os pesquisadores voltaram ainda mais longe. Na década de 1930, homens e mulheres tiveram suas primeiras experiências por volta dos 16 anos (idade mediana). A primeira relação sexual aconteceu por volta dos 19 anos para homens e 20 anos para mulheres.

Na década de 1990, homens e mulheres tinham cerca de 14 anos (idade mediana) quando tiveram suas primeiras experiências sexuais e 16 na primeira relação sexual.

Aprender mais sobre tendências sexuais pode ajudar os profissionais de saúde a educar os jovens sobre sexo seguro, consentimento e comunicação, disseram os pesquisadores.

O estudo foi publicado em dezembro de 2017 no Journal of Adolescent Health.

Do que feito o chimarrão?

O chimarrão é originário a partir de uma árvore nativa da América do Sul, a erva-mate, que é muito comum no Sul do Brasil e países sul-americanos vizinhos, caso da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai. Seu nome científico é Ilexparaguariensis, mas é conhecida como congonha ou simplesmente mate. A árvore da erva-mate pode atingir uma altura de até 12 metros e seus frutos são pequeninos e com uma coloração roxa ou esverdeada, suas folhas são ovais e o caule é totalmente cinza.

Como surgiu a erva mate de chimarrão?

Os índios que habitavam a região sul do Brasil e da América do Sul tinham o hábito de ingerir uma bebida feita de erva-mate. Os colonizadores espanhóis observaram e depois de algum tempo adquiriram o hábito de tomar o mate.

Desde o século XVI, o hábito de consumir o mate já carregava o significado de hospitalidade. Os índios ofereciam, frequentemente, a bebida como sinal de amizade aos colonizadores. Chegou a ser uma das principais fontes de renda e até mesmo moeda de troca e era muito valorizada por isso. O plantio da erva-mate, nessa época, fez surgirem grandes fortunas. Também já foi considerada a erva do diabo pelos jesuítas, pois suas substâncias deixam os índios excitados, mas o seu consumo foi incentivado para combater o alcoolismo, que era grande entre os índios, pelos próprios jesuítas. O melhor mate na época era o fabricado pelos jesuítas, curiosamente.

Mas, como é feita a erva mate para o chimarrão?  

A erva-mate como nós conhecemos tem início na sua colheita. Esta deve ser realizada nas primeiras horas do dia, pois a incidência do sol nas suas folhas influencia a qualidade do produto final. Algumas etapas são extremamente necessárias: o corte, o sapecar, a secagem, a trituração e o beneficiamento, somente depois dessas etapas é que a erva mate poderá ser embalada e distribuída para ser comercializada. Somente a partir disso é que conhecemos a sua forma final.

Chimarrão e tererê, qual a diferença?

Ambos são feitos com erva mate, mas preparadas e consumidas de maneiras diferentes. A temperatura é uma das principais diferenças entre as duas bebidas, o chimarrão é feito com água quente e o tererê com água fria.

O tererê pode levar limão, hortelã, capim da lapa e até mesmo sucos, já o chimarrão é feito apenas da erva mate e em alguns casos com outras ervas como funcho, guaco, boldo, camomila.

Ao adquirir o mate, é importante observar a embalagem, pois no tererê a erva mate é mais grossaenquanto que a erva mate do chimarrão é mais fina, parecendo uma farinha bem fininha e verde.

Tipos de erva-mate e as mais utilizadas

  • Erva-mate tradicional: apropriada para tereré e chimarrão;
  • Erva-mate crioula: erva grossa, mas com sabor suave;
  • Erva-mate saborizadas: Pode ser de menta ou abacaxi e é muito usadas no verão, pois dão a sensação de frescor à bebida;
  • Erva-mate orgânica;
  • Tipo argentina ou pura folha: Este tipo só se usa as folhas;
  • Missioneira ou barbaquá: Utilizam tanto as folhas quanto o caule.

Pré-natal: Translucência Nucal

O nome é bem estranho, mas a translucência nucal não é nenhum bicho de sete cabeças e o procedimento é muito simples. Geralmente solicitado ao final do primeiro trimestre de gestação, o exame não é obrigatório, mas pode ser pedido pelos médicos como meio de detectar possíveis alterações no feto.

Apesar do nome diferente, a translucência é feita através do ultrassom abdominal comum e não necessita de nenhum procedimento especial. O exame tem esse nome porque serve para verificar a quantidade de líquido existente na nuca do feto, o que pode indicar possíveis alterações cromossômicas – como a síndrome de Down, por exemplo.

Há casos específicos em que o médico não consegue fazer o diagnóstico através da ultrassonografia abdominal e pode ser necessário realizar uma ultrassonografia transvaginal. Se o médico constatar alguma alteração, exames complementares podem ser solicitados também.

Vale lembrar que o exame não é obrigatório, mas é indicado para que os pais possam se preparar melhor para a chegada do bebê, caso ele tenha alguma necessidade especial. Converse com o seu obstetra sobre a translucência e tire suas dúvidas.

Exercícios com corda

Muito além de ser usada nas brincadeiras das crianças, a corda pode ser aplicada em diversos exercícios diferentes para perder peso, reforçar o condicionamento físico e também a coordenação motora.

A diferença dos exercícios para a brincadeira de pular é que a corda utilizada não é aquela curta e fina, mas uma com mais de 10 metros de comprimento e até 2 polegadas de espessura. Dessa forma você precisa fazer mais força e exercitar a coordenação para movimentar o acessório.

É claro que os movimentos também não são os mesmos, afinal, não dá para brincar de pular com uma corda tão espessa e longa. Você precisa prender uma extremidade da corda em algum lugar bem firme, que não ceda, e segurar bem com as duas mãos a outra extremidade.

Em seguida, fique parada em pé e faça movimentos ondulares repetitivos, subindo e descendo os braços para movimentar a corda. Você também pode alternar as ondulações com os movimentos circulares, parecidos com aqueles usados para pular a corda.

Você pode aumentar a dificuldade para queimar mais calorias e exigir mais da coordenação, basta subir e descer o corpo enquanto movimenta a corda. Se você não tiver uma corda como a indicada acima, pode utilizar uma mangueira comum, ou uma corda mais fina dobrada em duas.

O importante é se movimentar a queimar calorias, mas, lembre-se: preste atenção na postura, não exagere na dose e respeite sempre os limites do seu corpo para evitar dores musculares. Faça também um bom alongamento e evite lesões.