Comprar uma casa: 10 coisas para ter em mente antes de dizer sim

O sonho de ser proprietário é compartilhado por grande parte da sociedade, mas atingir esse objetivo não é tão fácil quanto parece: comprar uma casa pode ser um processo cansativo, principalmente quando você não sabe por onde começar. Portanto, ao escolher uma moradia é necessário levar em consideração não só o número de cômodos, a localização e seu valor, mas também os aspectos legais.

Para evitar dores de cabeça, aqui estão dez pontos que você deve levar em consideração antes de colocar o gancho e fechar a compra da casa dos sonhos.

Confira também – imobiliaria em riviera de sao lourenço – Sua chance de comprar a casa do seus sonhos com preços acessíveis.

10 Coisas para ter em Mente antes de Comprar uma Casa

1- Assinatura do talão de compra-venda:

É o contrato pelo qual tanto o comprador como o vendedor se comprometem a fazer. Nesse caso, uma porcentagem do valor total da propriedade deve ser entregue como entrada. Em caso de arrependimento da compra, o dinheiro do depósito será considerado perdido. Por outro lado, se o arrependido for o vendedor, deve-se entregar o dobro do valor. Noutros casos, a reserva não pode ser efetuada ou o bilhete de compra-venda não pode ser assinado, mas a escritura é efetuada diretamente.

2- Escritura:

Ato formal de compra que se efetua em cartório. Neste caso, o comprador deve arcar com as despesas com honorários notariais (atualmente em torno de 4%). É imprescindível ter esse dinheiro na hora da escritura ou a operação não poderá ser realizada. Concluída a etapa, a escritura deve ser registrada no Registro de Imóveis.

3- Documentação do imóvel: 

Os medidores construídos devem ser declarados na escritura. Além disso, os medidores físicos do terreno devem corresponder. a) Relatório de domínio: documento emitido pelo Registro de Imóveis.

Trata-se de uma fotocópia do “arquivo” do imóvel. b) Relatório de inibições: a partir deste documento consta se o indivíduo está inibido para vender. c) Comprovante de pagamento de impostos e serviços: serão solicitados os extratos de débito do imóvel. Em caso de dívida, o notário público deve reter o valor correspondente no momento da assinatura.

4- Localização: 

É aconselhável que o imóvel seja próximo ao local de trabalho, facilitando o deslocamento até os shoppings. No caso de ter filhos, observe a oferta educacional na área. E, por último, mas não menos importante, verifique as vias de acesso, isso vai ajudar a ter uma melhor mobilidade na cidade.

5- Desenho: 

Deve-se levar em consideração a orientação do imóvel. A luz em cada ambiente é muito importante. De acordo com os especialistas, é melhor que a frente fique voltada para leste e o fundo para oeste, mas a orientação norte-sul também é boa.

6- Garagem: 

Observe que não possui umidade e no caso de ser subterrânea, não é uma área que está inundada.

7- Prazo de pagamento: 

Lembre  se que você deve ter poupança na hora da compra, não importa quanto você peça no empréstimo, pois os bancos só emprestam em média até 80% do valor do imóvel. olho! São necessários 5% a mais para cobrir os custos iniciais: avaliação, seguro, escrituras, cartório, abertura de crédito, etc.

8- Despesas:

Na compra de um apartamento deve-se levar em consideração as despesas adicionais mensais; especialmente nos extraordinários.

9- Segurança: 

Verifique se a área não está deserta e se você pode se mover com facilidade. Veja se tem lojas por perto (supermercados, cabeleireiros, armazéns, etc.), vão dar-lhe uma maior tranquilidade na hora de sair da sua casa e terá tudo mais à mão.

10- Prazo: 

Não se desespere! Lembre-se que o tempo médio do processo de compra e venda pode ser de 20 dias, até 2 meses … Então respire!

Confira essa e outras dicas em nosso Blog. Conteúdos de alta qualidade apra te ajudar no dia a dia.