Como Perder Abdominal e peso Rápido

Existem muitas formas de perder muito peso rápido. Contudo, a maioria delas vai te deixar com fome e pouco satisfeito. Se você não tem uma enorme força de vontade, então a fome vai te fazer desistir do seu plano muito rapidamente. Pegamos algumas dicas do site https://premiograndesmulheres.com.br/como-perder-gordura-abdominal/

O plano elaborado aqui irá:

  • Reduzir seu apetite de forma significativa;
  • Fazer você perder peso rapidamente, sem fome;
  • Melhorar sua saúde metabólica ao mesmo tempo.

Aqui vai um plano simples de 3 passos para perder peso rápido:

perder barriga

1. Corte Açúcares e Amido

A parte mais importante é diminuir açúcares e amido ( carboidratos ).

Estas comidas estimulam a secreção de insulina ao máximo. Se você já não sabe, insulina é o hormônio que mais armazena gordura no corpo.

Quando a insulina abaixa, a gordura sai mais facilmente dos depósitos de gordura e o corpo começa a queimar gorduras ao invés de carboidratos.

Um outro benefício de baixar a insulina é que seus rins jogam o excesso de sódio e água para fora do seu corpo, que reduz o inchaço e peso de água desnecessário.

Não é raro perder até 5 kg ( ás vezes, mais ) na primeira semana comendo desta forma, de gordura corporal e peso em água.

O grupo low-carb come até completamente satisfeito, enquanto o grupo low-fat fica com restrição de calorias e com fome.

Cortar os carboidratos, baixa sua insulina e você começa a comer menos calorias automaticamente sem ficar com fome.

De uma forma simples: baixar sua insulina coloca a perda de gordura corporal ‘no automático’.

Resumindo: Remover açúcares e amido ( carboidratos ) de sua dieta vai baixar seus níveis de insulina, acabar com seu apetite e fazer você perder peso sem sentir fome.

2. Coma Proteínas, Gorduras e Vegetais

Cada uma de suas refeições deveria incluir uma fonte de proteínas, uma fonte de gorduras e vegetais com poucos carboidratos. Preparando suas refeições desta forma irá automaticamente fazer seu consumo de carboidratos ficar na faixa recomendada de 20 a 50 gramas por dia.

Fontes de Proteína:

  • Carne – Bovina, frango, porco, cordeiro, bacon, etc.
  • Peixes e Frutos do Mar – Salmão, truta, camarões, lagostas, etc.
  • Ovos – Ovos enriquecidos com Omega 3, e ovos de galinha caipira são os melhores;

A importância de comer proteínas o suficiente não pode ser desmerecida. Isto mostrou-se aumentar o metabolismo em até 80 a 100 calorias por dia.

Dietas altas em proteínas podem também reduzir pensamentos obsessivos sobre comida em até 60%, reduzir o lanchinho da madrugada pela metade, e fazer você tão satisfeito que você automaticamente comerá menos 441 calorias por dia. Simplesmente adicionando proteínas na sua dieta.

Quando a conversa é perder peso, proteína é o rei dos nutrientes, ponto final!

Vegetais com baixo carboidrato:

  • Brócolis
  • Couve-flor
  • Espinafre
  • Couve
  • Couve de Bruxelas
  • Repolho
  • Acelga
  • Alface
  • Pepino
  • Salsão

Não tenha medo de carregar o seu prato com estes vegetais ‘low-carb’. Você pode comer quantidades grandes deles sem passar de 20 – 50 gramas de carboidrato por dia.

Uma dieta baseada em carnes e vegetais contêm todas as fibras, vitaminas e minerais que você precisa para ter saúde. Não há necessidade de grãos na dieta.

Fontes de Gorduras:

  • Azeite de Oliva
  • Óleo de coco
  • Óleo de Abacate
  • Manteiga
  • Banha

Coma 2 a 3 refeições por dia. Se você sentir fome a tarde, adicione uma quarta refeição.

Não tenha medo de comer gordura, tentar adicionar ‘low-carb’ e ‘low-fat’ ao mesmo tempo é receita para o fracasso. Isto fará você falhar miseravelmente e abandonar o plano.

A melhor gordura para cozinhar é óleo de coco. Ele é rico em gorduras chamadas ‘Triglicerídeos de Cadeia Média’. Estas gorduras satisfazem a fome mais que as outras e podem acelerar o metabolismo sensivelmente.

Não há razão para temer estas gorduras naturais. Novos estudos mostram que gorduras saturadas não aumentam o risco de doenças cardíacas.

Resumindo: Comece planejando cada refeição tendo por base a fonte de proteína, uma fonte de gorduras e um vegetal baixo em carboidrato. Isto irá colocar você na faixa de 20 a 50 gramas de carboidrato por dia, drasticamente baixando seus níveis de insulina.

3. Exercite-se 3 Vezes Por Semana

Você não precisa se exercitar para perder peso com este plano, mas é recomendado.

A melhor opção é ir para a academia de 3 a 4 vezes por semana. Faça um aquecimento rápido, levante alguns pesos leves, e alongue-se.

Se você for iniciante na academia, peça auxílio de um instrutor.

Levantando pesos, você queimará algumas calorias e prevenirá seu metabolismo de desacelerar, o que é um efeito colateral comum na perda de peso.

Estudos em dietas de baixo carboidrato mostram que você pode até ganhar um pouco de músculo ao mesmo tempo que perde quantidades significativas de gordura corporal.

Levantar pesos pode não ser uma opção para você, então faça algum exercício cardio leve como correr, caminhar ou nadar, tudo em moderação.

Resumindo: é melhor fazer alguns exercícios com pesos, mas se isto não for uma boa para você, o cardiorrespiratório funciona muito bem também.

Opcional – Faça uma ‘realimentação de carboidratos’ Uma Vez Por Semana

Uma vez por semana repor os carboidratos

Você pode tirar um dia de ‘folga’ por semana, onde você consuma mais carboidratos. Muitas pessoas preferem o sábado.

É importante se concentrar em comer fontes de carboidratos mais saudáveis como aveia, arroz, quinoa, batatas, batatas-doces, frutas, etc.

Mas apenas um dia de alto consumo de carboidratos por semana, porque se você começar a fazer isto com mais frequência, você não verá muito sucesso no plano.

Conscientize-se de que o ‘dia do lixo’, ou o dia da ‘realimentação de carboidratos’ não é necessário, mas ele pode regular alguns hormônios queimadores de calorias como leptina e hormônios tireoidais.

Você ganhará algum peso durante este dia, mas a maioria será peso de água, que você perderá novamente nos próximos 2 dias.

Resumindo: Ter um dia por semana que você come mais carboidratos é perfeitamente aceitável, embora não necessário.