Como aumentar a durabilidade do pneu?

Como aumentar a durabilidade do pneu? Confira quais as principais dicas para prolongar a vida útil dos pneus de seu veículo!

O pneu é o único ponto de contato do veículo com o solo, o qual é formado por diversos componentes para suportar o peso e realizar sua função. A medida de cada modelo é definida pela montadora de acordo com cada veículo. Inclusive, ao ir a uma loja de pneus comprar itens novos, é preciso ter em mente as características específicas para não adquirir o modelo inadequado. 

Por que os fabricantes não dão uma resposta exata sobre a durabilidade do pneu?

Embora possa parecer uma pergunta fácil de responder, os fabricantes de pneus realmente se justificam em sua ambiguidade. O número de variáveis ​​que afetam a vida útil do pneu cria um alcance efetivo que se torna praticamente sem sentido. Para a maioria dos consumidores que tentam administrar um orçamento doméstico que inclui cronogramas de manutenção caros para seu veículo, a resposta entre “2 a 10 anos” não ajuda muito.

A vida de um pneu depende de uma série de fatores: hábitos de condução, onde e como ele é armazenado (estacionado em uma garagem ou na rua, por exemplo), clima da região em pela qual trafega, a mistura de material do pneu, design, hábitos de manutenção, pressão do pneu, e condições das estradas. 

Portanto, por mais que o pneu tenha uma vida útil definida pelos fabricantes, pode acontecer de se desgastar antes desse tempo e necessitar de troca de acordo com os hábitos do condutor e avarias enfrentadas. 

Como aumentar a durabilidade do pneu?

Ao comprar pneus novos, para prolongar sua vida útil, os fabricantes recomendam as seguintes práticas de manutenção de pneus:

Rodas balanceadas e alinhamento na instalação

Rodas desbalanceadas ou desalinhadas causam desgaste irregular e prematuro dos pneus, reduzindo sua vida útil. O que deve ser feito é realizar o balanceamento e alinhamento assim que comprar pneus novos e no momento em que notar os sinais que mencionaremos mais adiante. 

Verifique a pressão dos pneus regularmente

A pressão dos pneus excessiva ou insuficiente é a outra causa significativa do desgaste irregular dos pneus, envelhecendo-os de forma prematura. Use a tabela de referência dentro da moldura da porta do motorista ou no manual do veículo para determinar a faixa de inflação adequada para e mantê-la dentro do nível de tolerância, cada modelo de pneu e tamanho, pode ser diferente, por exemplo um modelo pneu 215 50 r17 é diferente de um pneu r14. 

A verificação regular da pressão com um medidor digital também permite inspecionar os pneus quanto a desgaste irregular, rachaduras, anormalidades, danos e a aparência de faixas indicadoras de desgaste que sinalizam a necessidade de substituição.

Rodízio de pneus

Quanto mais tempo um pneu ficar na mesma posição em seu carro, maior a probabilidade de ele se desgastar para se adequar às peculiaridades daquela curva. A rotação dos pneus a cada 5.000 km ou no máximo 10.000 km mantém todos os pneus desgastados uniformemente, prolongando a vida útil do conjunto.

Fatores que encurtam a vida útil do pneu

Além de seguir as práticas acima, evite essas outras situações que podem danificar seus pneus ou reduzir sua vida útil:

Peso e armazenamento inadequado

Armazenar seu carro com peso excessivo pode enfraquecer as paredes laterais ou causar desgaste nas partes mais planas. O material que compõe a superfície do pneu também responde a fatores ambientais como luz solar forte, ozônio (produzido por motores elétricos) e umidade. O armazenamento inadequado expondo os pneus a essas forças destrutivas pode causar danos por rachaduras e podridão seca.

Procure estacionar o seu carro em lugares seguros e livres de intempéries. 

Classificação imprópria

Os fabricantes classificam cada modelo de pneu para classificação de carga e velocidade (velocidades mais rápidas geram mais atrito, o que significa mais calor e maior desgaste do pneu). Instalar um pneu não classificado para suas necessidades específicas provavelmente danificará o pneu e fará com que ele falhe – um risco que ninguém deve correr.

Mistura de pneus

Idealmente, você deve instalar o mesmo pneu em todo o seu veículo. A mistura de modelos antigos e novos, implica em esforço maior e desigual nos pneus e acelera o desgaste, muitas vezes resultando em danos. 

E a mistura de pneus compromete sua segurança. Se você precisar trocar um pneu danificado em seu veículo, pelo menos faça isso em pares e mantenha-os no mesmo eixo. Consulte seu mecânico ou instalador de pneus, pois práticas específicas devem ser usadas para instalação e rotação

Garantia de pneu

As garantias de pneus parecem ser uma ótima maneira de se proteger contra o desgaste prematuro, mas os fabricantes só concedem reivindicações em circunstâncias ideais. Primeiro, o pneu deve apresentar desgaste uniforme. Se o seu pneu apresentar sinais de má manutenção ou uso descuidado, isso anula a garantia. Além disso, a banda de rodagem deve estar totalmente desgastada até 2/32 da banda de rodagem. Você também precisará de seus registros de serviço mostrando a data e a quilometragem na instalação e um registro de rotação regular.