Combate à queda de cabelo

Desde o início dos tempos, o cabelo é um símbolo de beleza e até mesmo status em regiões no mundo, e que se perduram de geração em geração.

Encaracolado, liso, longo, curto ou estilo moderno, o cabelo sempre acaba chamando a atenção de quem o vê pela primeira vez.

Portanto, devido a sociedade ter criado esse costume pelas madeixas, costumamos nos deparar com a famosa pergunta: Como prevenir a queda de cabelo?

MOTIVOS QUE LEVAM A QUEDA DE CABELO

Primeiro, é importante ter ciência de certas causas possíveis da queda de cabelo:

Genética: A quantidade imensa de fios capilares que você vê ao enxaguar o cabelo durante o banho, pode ser resultado de tendência hereditária à calvície.

Causada inclusive pela conversão de altas doses de testosterona em queda de cabelo.

Em outras palavras, a queda de cabelo pode ser uma herança do pai ou da mãe, ou mesmo de ambos.

Estresse: O estresse pode causar queda de cabelo de forma temporária, devido ao desequilíbrio hormonal do corpo e prever a degeneração de quem já tem tendência à calvície.

Medicamentos: Não importa qual tratamento você receba, em qualquer caso, é importante entender que os medicamentos atuais têm muitos efeitos colaterais, um dos quais pode ser queda ou enfraquecimento do cabelo.

Produtos químicos: O uso excessivo de substâncias químicas em cuidados relacionados a estética, pode contribuir e muito para deterioração dos cabelos.

Alimentação: Se você não tem uma alimentação saudável, e que se adequa às suas necessidades, não faz sentido comprar cremes para os cabelos caros.

A ingestão adequada de nutrientes para manter o cabelo natural pode prevenir a queda capilar.

Se você não se alimentar bem e já tiver tendência à queda de cabelo, suas madeixas, começará a ficar ralo, opaco, quebradiço e cair rapidamente.

ALIMENTOS QUE AUXILIAM NA PREVENÇÃO DA QUEDA DE CABELO

Vamos agora cortar esse mal pela raiz.

Uma das maneiras inteligentes e baratas de prevenir a queda de cabelo, é apostando em uma boa alimentação saudável.

Aprenderemos sobre o que é mais importante para o nosso organismo, relacionado às mechas capilares.

Mesmo para unhas a pele, uma combinação nutricional perfeita para você.

Cereais: Grãos como, lentilhas, soja e feijão são alimentos ricos em vitaminas B, e aminoácidos essenciais para o corpo humano.

Iogurte grego: contém vitamina D, que ajuda a saúde do cabelo, o torna mais forte, impedindo que o mesmo se quebre ou caia.

Ovos: Além de serem ricos em minerais como zinco, ferro, vitamina E além do selênio, são uma excelente fonte de proteínas, como o colágeno que é essencial, para a manutenção e o funcionamento do corpo humano, e ajuda a crescer o cabelo.

Frutas e vegetais: fontes de vitaminas, minerais e aminoácidos.

Por exemplo: cenoura, laranja, alface, espinafre, etc.

Sementes: Fonte de zinco.

Por exemplo: castanha de caju, amêndoas e sementes de abóbora.

ATENÇÃO! A ingestão excessiva de certos nutrientes pode causar toxicidade ao nosso corpo.

Para evitar que isso aconteça, procure um profissional de nutrição.

Pois ele irá indicar os alimentos adequados para você, além de orientar sobre outros meios de tratamento para a queda de cabelo.

CUIDADOS EXTRAS PARA GARANTIR UMA PREVENÇÃO MAIS PRECISA

Existem outras medidas que você pode tomar, além é claro da alimentação saudável.

Tenha o cuidado capilar necessário para o seu tipo de cabelo, utilize shampoo, condicionador e cremes em geral.

Não use água muito quente para a lavagem, mas use água fria ou morna para garantir o brilho e a vitalidade dos cabelos e assim resistir à queda de cabelo.

É de extrema importância manter as madeixas sempre limpo e remover os óleos que interferem na oxigenação e enfraquecem os fios, pois a limpeza contribui para o crescimento capilar.

Procure um dermatologista.

Faça testes e exames para determinar a causa da queda de cabelo e os especialistas irão ajudá-la no melhor tratamento adequado para você.

CALVICE

A maioria das mulheres perderá cabelo devido a causas externas, como estresse, trauma, flutuações hormonais ou medicamentos, pelo menos uma vez durante a vida.

Da mesma forma, embora a calvície esteja mais relacionada aos hormônios masculinos, ela pode afetar as mulheres, principalmente durante a menopausa, pois a redução do estrogênio abre caminho para um efeito maior da testosterona.

BUSQUE POR AJUDA PROFISSIONAL

Para encontrar um tratamento adequado, é necessário primeiro descobrir a causa por meio de avaliação médica. Quando o problema é causado pela genética, a solução é investir em tratamentos dermatológicos para contornar o organismo.

Seja homem ou mulher, a melhor maneira de prevenir a queda de cabelo é consultar um especialista, que pode determinar a causa do distúrbio e orientá-lo a respeito do melhor tratamento.

Se a situação que você se encontra, for temporária, ou mesmo permanente, a aceitação é um fator primordial.

Fale sobre isso, com seus amigos e familiares, e até com o seu médico.

Procure por um grupo de apoio, mesmo nas redes sociais por histórias e pessoas que passaram por experiências semelhantes.

Se você acha que a queda de cabelo afetou sua saúde mental, procure ajuda psicológica.

Tente mudar seu estilo de vida e seja paciente.

Às vezes, leva de três a seis meses para notar qualquer diferença.

CUIDADOS COM O COURO CABELUDO

Aprenda a fazer a manutenção das mechas mais finas para proteger o atual crescimento dos fios e prevenir a queda de cabelo.

Muitas mulheres escolhem cabelo curto pois seu peso fica mais leve, e ajuda caso os fios estejam finos.

Experimente outros estilos para reduzir a tensão na raiz do cabelo.

O cuidado do couro cabeludo é muito importante.

Um couro cabeludo saudável oferece a melhor chance de crescimento completo para seu cabelo.