Crie uma Loja Online: Princípios Básicos

loja_online

Seguindo a estratégia correta, é provável que todo produto seja vendido, o que facilita a abertura de uma loja online do que parece. Graças à existência de uma ampla gama de softwares para lojas da web com projetos modulares, não é necessário ter conhecimento sobre programação.

Como regra geral, os aplicativos são fáceis de manusear e fornecem os instrumentos necessários, além de designs pré-fabricados para criar a plataforma que melhor se adapta aos produtos . Com campanhas de marketing on-line bem pensadas e ferramentas de alto desempenho, é possível comercializar lojas e produtos com rapidez, eficiência e, em alguns casos, de graça.

Confira também os motivos para se ter uma loja online.

loja_online

O conceito de negócio como base

Os nichos são adequados para negócios online de sucesso. Primeiro, você pode começar realizando uma análise de mercado, em que informações serão coletadas, por exemplo, sobre os principais concorrentes e os preços de seus produtos.

Pense se faz sentido competir com os preços ou se não é mais conveniente se destacar com um conceito extravagante. A loja mais barata nem sempre é a mais bem-sucedida e aquela com o maior volume de vendas.

Caso haja desenvolvimentos no mercado em relação aos seus artigos, é necessário descobrir se a Internet é a plataforma certa para a distribuição deles e calcular o preço de venda mais lucrativo para o seu negócio.

Recomenda-se pensar exatamente onde estão os pontos fortes dos produtos e destacá-los principalmente na apresentação. Além disso, é conveniente explicar claramente ao cliente por que ele deve dar tratamento preferencial à sua loja e também falar sobre a qualidade dela, por exemplo, por remessas rápidas e confiáveis, pela concessão de garantias etc.

O nome da empresa deve estar de acordo com o conceito desenvolvido ao criar a loja online. É essencial escolher um nome original que, ao mesmo tempo, é simples e não causa confusão, ou seja, um nome que o cliente possa reter em sua memória significa vencer metade da batalha.

No caso de focar a atenção em um setor específico, é favorável que também seja visível no nome de domínio; dessa maneira, os destinatários terão a prova de que encontraram a loja correta. Também seria conveniente considerar novas extensões de domínio, como .store.

No entanto, URLs enigmáticos devem ser evitados, pois é difícil para a maioria dos usuários lembrá-los e, eventualmente, eles podem ter um impacto negativo no ranking do Google. Portanto, é importante criar a loja desde o início com URLs que, na medida do possível, contenham nomes de categorias e produtos.

Capital e formalidades: é assim que um bom começo é alcançado

Para criar uma loja online, você precisa de um capital inicial. É essencial, nesse sentido, que seja feito um cálculo abrangente ao determinar a quantia necessária para evitar desvios da ideia inicial devido aos custos adicionais que possam surgir.

No início, é conveniente investir em tornar-se visível para os clientes e os mecanismos de pesquisa; portanto, nesse cálculo, os custos das iniciativas de marketing, tanto online quanto offline, devem ser incluídos, juntamente com dados sobre armazenamento de estoque e volume inicial de produtos.

Como não se pode presumir que a loja gerará benefícios desde o início, os custos de manutenção também devem ser levados em consideração do primeiro mês Isso inclui as despesas de hospedagem na Web da loja e a compra de novos produtos.

Ao abrir uma loja online, também é necessário examinar as políticas de segurança atuais. Somente surpresas desagradáveis ​​podem ser evitadas e pode haver uma dedicação integral ao campo do comércio eletrônico, se os produtos e os trabalhadores estiverem segurados.

Projetos modulares e a tarefa de criar lojas online

Hoje, modelos de design simples tornam possível construir e operar lojas na Internet em um curto período de tempo – desde que um conceito para eles tenha sido desenvolvido com antecedência. Os aplicativos de software correspondentes contêm, por padrão, modelos otimizados para a visualização móvel.

Os sistemas de software financeiro para as lojas online geralmente, como uma regra, suficientes para pequenas e médias empresas. Os sistemas de software com preços mais altos diferem, em grande parte, em termos de recursos e capacidades adicionais.

Para analisar o que é realmente necessário, você pode usar as versões de avaliação gratuita. Eles oferecem muitos fornecedores. No caso de decidir precipitadamente sobre um design modular simples que não ofereça nenhuma otimização confiável do mecanismo de pesquisa ou que limite muito o número de produtos, a loja pode não crescer o suficiente.

Nesse sentido, também é decisivo como operar com o aplicativo, uma vez que as melhores funções são inúteis se não souberem como lidar. Portanto, é essencial que você tome o tempo necessário para conhecer todas as opções e se informar, além disso, sobre os guias de programa para lojas online.

Nas lojas dos fornecedores, onde você pode alugar soluções de design modular que funcionam através do servidor, a taxa de hospedagem na web está incluída no preço mensal e você recebe a loja e o domínio desejado.

Como a loja é alugada apenas a um operador, os custos de administração são reduzidos, uma vez que o operador é responsável pela operação técnica segura e confiável de seus centros de operações. Dessa forma, a loja fica online 24 horas por dia e seu proprietário pode focar a atenção no design e marketing dos itens, bem como em melhores estratégias para vender e enviar produtos ou serviços.

Base jurídica

O requisito legal fundamental na criação de uma loja on-line é o registro comercial acima mencionado. Além do pedido de marca comercial ou nome comercial, também é importante considerar outros conceitos como segurados legalmente e evitar multas.

  • Aviso legal : por lei, o operador da loja on-line tem a obrigação de apresentar informações detalhadas sobre ele e sua empresa no chamado Aviso Legal. Isso deve estar acessível em cada página da loja e aparecer em uma guia separada – geralmente através de um link na parte inferior da página. É conveniente ser informado sobre o tipo de dados que deve ser fornecido em cada caso. Juntamente com as informações obrigatórias, como nome, endereço ou opções de contato, estão incluídos os dados referentes aos órgãos administrativos relevantes ou o Registro Comercial, bem como o Número de Identificação Fiscal (NIF), e tudo isso pode ser encontrado no aviso legal de uma página da web.
  • Direitos sobre fotos e textos : para incorporar fotos e descrições de produtos na loja on-line, é essencial usar conteúdo próprio e externo, mas se você copiar conteúdo de outros fornecedores, a consequência mais óbvia pode ser a penalidade. Portanto, é aconselhável publicar seu próprio conteúdo ou produzido através do uso de serviços profissionais. Outra opção é procurar textos e fotos de agências cujo uso é permitido de acordo com um direito de licença (na maioria dos casos, os direitos de uso são obtidos apenas através do pagamento da licença). Uma alternativa é pedir permissão ao titular do direito diretamente e feedback positivo sempre deve ser representado por escrito.
  • Preços : existem regulamentos estritos sobre como o preço dos produtos on-line deve ser apresentado. Por um lado, o preço final real deve ser indicado ( isso inclui o imposto sobre o volume de vendas e os custos de remessa ), embora os custos de remessa não façam parte da descrição dos produtos, mas apareçam na liquidação do solicitado. Para produtos vendidos de acordo com o peso ou tamanho, o preço inicial também deve ser indicado, ou seja, por exemplo 100 g = 1,99 Euro. Para obter informações sobre limites de IVA internacionalmente, você pode consultar esta página .
  • Política de devolução : é essencial informar os clientes sobre os direitos de devolução, que geralmente incluem um período de 14 dias.
  • Condições de uso : as condições de uso são um aspecto fundamental das lojas online. Eles incluem informações sobre as condições contratuais mais relevantes, como: como são feitas as remessas, prazos de entrega, disponibilidade do produto, métodos de pagamento, garantia ou política de privacidade.

O software para lojas já inclui normalmente textos sobre as condições de uso, onde você pode encontrar todos os tipos de dados com os quais os fornecedores das lojas se comprometem legalmente, incluindo 14 dias para fazer devoluções, custos de envio ou prazos De entrega. Caso precise de assistência jurídica, entre em contato com profissionais que lhe oferecerão informações atualizadas sobre a legislação relevante para o seu negócio .

Métodos de pagamento e opções de envio

Ao abrir uma loja online, as formas de pagamento devem ser levadas em consideração. Se os potenciais compradores não encontrarem um que atenda às suas preferências, eles poderão usar outros tipos de plataformas de vendas.

Entre os mais exigidos está o pagamento por transferência bancária, dinheiro na entrega, cartão de crédito ou PayPal. As interfaces para transações entre a loja e os clientes mais comuns geralmente são incluídas na maioria dos sistemas da loja.

Para fornecer segurança e confiança às transações com os clientes, é recomendável usar protocolos criptográficos, como SSL (Secure Sockets Layer).

Juntamente com os métodos de pagamento, é importante que os pedidos sejam entregues com rapidez e eficiência. Por esse motivo, os programas das lojas on-line atuais integram um link para as empresas de courier mais importantes, como DHL, Seur ou MRW , entre outras.

Lembre-se de que a integração subsequente desse tipo de serviço requer programação extra, portanto pode ser bastante cara. Portanto, estude detalhadamente quais são as funções essenciais da sua loja para evitar despesas extras que essa adaptação da infraestrutura possa acarretar.

A estratégia de marketing mais apropriada para a loja

Quando uma loja online é criada, a melhor maneira de promover seu crescimento e sucesso é por meio de uma estratégia de marketing adequada e que reúne elementos online e offline. Portanto, o marketing ou otimização on- line tem um valor muito mais importante hoje do que alguns anos atrás.

A diferença mais notável que o marketing on-line traz, em comparação com as campanhas off-line, é que ele não afeta apenas os clientes, mas também os mecanismos de pesquisa. Assim, as iniciativas de marketing online estão preocupadas em obter uma melhor posição para as páginas da web nos resultados de pesquisa dos usuários.

É recomendável descobrir quais são os canais pelos quais os clientes em potencial podem ser capturados. Para alguns projetos, campanhas publicitárias muito úteis podem ser estabelecidas na forma de folhetos e pôsteres, ou através de anúncios na mídia impressa ou na TV, mas em outros casos pode ser mais conveniente desistir.

Da mesma forma, também pode ser útil descobrir se vale a pena fazer publicidade on-line, como motores de busca (SEA), em páginas da web ou em mídias sociais.

Em termos de otimização de mecanismo de busca (SEO), é conveniente estar ativo, independentemente da opção pela publicidade online ou offline. Aqui, vários aspectos entram em jogo:

  • Descrição informativa e individualizada de produtos com palavras-chave, fotos e vídeos
  • Integração de depoimentos de clientes e a opção “Compartilhar no Facebook”
  • Indicação do selo de qualidade, por exemplo, através de Lojas Confiáveis
  • Links para outras páginas da loja online (links internos)

A integração desses aspectos ao seu projeto ou o comissionamento da otimização para uma agência especializada em SEO se refletirá não apenas nos resultados da pesquisa, mas também no volume de vendas.

Juntamente com outros elementos relevantes, como o conceito do negócio, o esclarecimento de todas as questões jurídicas, a implementação dos vários métodos de pagamento e envio, bem como um cálculo orçamentário adequado, uma estratégia de marketing coerente cuida que, a Ao criar uma loja online, o sucesso desejado é alcançado.

 

Entenda o conceito de Lean Manufacturing

lean manufacturing curso são paulo

A Lean Manufacturing é uma filosofia utilizada nas empresas com o intuito de reduzir os desperdícios dentro do âmbito de produção, compreendendo que o melhor não é produzir muito, e sim produzir certo.

O método foi criado pela Toyota nos anos 1980 e amplamente difundida no Japão que, devido à consequências da Segunda Guerra Mundial, precisou achar meios de se reestruturar rapidamente, com pouco material e mão de obra disponível.

Através da filosofia Lean, foi possível uma produção mais economia e com melhorias na produtividade da empresa, passando a reconstruir as empresas de uma maneira econômica, eliminando desperdícios.

A Lean Manufacturing foi criada percebendo oito defeitos principais em uma empresa, sendo elas a espera de equipamentos, transporte desnecessário de material, deslocamento excessivo de pessoas, falta de capacitação, defeito em produtos produzidos, excesso de matéria-prima, estoque demasiado de produto final e erro no processamento de operações.

Através da correção destes pontos, foi possível então realizar uma série de práticas que permita uma produção Just in Time, com redução nos desperdícios da empresa e uma manufaturação mais justa.

Cursos Lean Manufacturing no Brasil

Existem poucas formas de conseguir mais conhecimento sobre Lean no Brasil. Um dos poucos cursos disponíveis, é oferecido pela Lean World, empresa gerenciada pelo especialista em Lean, Ricardo Zamboni. Através de cursos e workshops dedicados a ensinar, por meio teórico, técnico e prático, as melhores técnicas de gestão de empresas.

Tive o prazer de realizar o curso presencial com o Ricardo e já pude trazer diversas melhorias na minha empresa.

O principal objetivo do curso foi preparar o participante para aprender sobre o sistema de gestão de manufatura, eu consegui entender perfeitamente os benefícios e aplicar uma metodologia cinetífica para a solução de problemas que são vivenciados dia a dia nas empresas.

Planilhas Lean e Gerenciamento

Ricardo ainda oferece algumas planilhas gratuitas e outras pagas sobre gerenciamento em seu site. Entre as principais planilhas que eu utilizo eu destaco a Piramide de Heinrich, Nivelamento de Produção e Cálculo de Supermercado, Cálculo de OEE e Kanban para Material Improdutivo. Aqui em minha empresa, já conseguimos reduzir os custos em 1/3 (algo em torno de R$ 80 mil) de custos por trimestre, apenas aplicando alguns conceitos básicos do Lean.

O que é um CRM e por que é Fundamental?

crm

Essa pergunta pode ser respondida de vários ângulos, no entanto, neste artigo detalhado, tentaremos explicar o que isso significa, mas também a importância desse conceito como software e modelo de gerenciamento, bem como suas implicações em várias áreas fundamentais da empresa.

crm

O acrônimo CRM vem do inglês Customer Relationship Management e cuja tradução para o espanhol pode ser ” Customer Relationship Management “. Há uma crença de que um CRM é apenas um software de gerenciamento de vendas, mas esse conceito é mais profundo e tem maiores consequências em um negócio. CRM é uma filosofia de negócios e uma série de estratégias de marketing relacional em que uma empresa entende que seu ativo mais precioso são seus clientes e faz todo o possível para colocá-los no centro.

Recordando nossa entrevista com Ruud Verduin, ele comentou “os clientes são a parte fundamental de uma empresa” . Bem, vamos nos esforçar para ouvi-los, entendê-los e nos adaptar a eles. Porque, em um contexto em que a oferta excede em muito a demanda, o cliente ganhou poder e capacidade de decidir o que deseja, como e quando.

Nesse contexto, é quando as empresas precisam estar acordadas e atentas ao que os clientes nos solicitam e, para isso, é essencial um CRM, entendido como estratégia e software. Porque, como Martha Rogers disse :

” As empresas têm apenas uma fonte de receita: clientes, e somente quando você entende o valor dos clientes é que pode mudar a realidade das empresas”.

Existem diferentes maneiras de entender um CRM como estratégia ou como tecnologia. Ambos se sobrepõem, mas nem sempre são entendidos. Portanto, na primeira parte deste artigo detalhado, revisaremos essas duas realidades do mesmo conceito:

O CRM como estratégia e modelo de gestão

Para explicar o que é um CRM como software, você precisa mergulhar em suas raízes e entender o que significa estratégia de negócios, porque o CRM é o gerenciamento do relacionamento com os clientes a partir da análise das interações com a empresa já chamada, reuniões, e-mails, compras, reclamações ou incidentes. CRM é análise de dados e tomada de decisão a partir desses relacionamentos .

Uma empresa que utiliza o CRM como modelo de gerenciamento busca se diferenciar de seus concorrentes através do uso das informações fornecidas por seus clientes , abordando-os e aprendendo com cada uma de suas interações com o objetivo de aumentar sua proposta de valor.

Como o CRM está aprendendo com nossos clientes, colocando-os no centro de nossa estratégia e trabalhando para e para eles. Um CRM não é apenas um repositório de banco de dados, nem um diretório . Um CRM é uma unidade de inteligência de negócios a partir da qual é possível tirar conclusões e tomar decisões que podem afetar muito o futuro de uma empresa.

E é que o CRM é, em suma, uma maneira de desenvolver a empresa a partir do conhecimento dos clientes , permitindo que eles sejam diferenciados e segmentados de acordo com suas preferências, dando a eles a experiência que esperam e não a que inventamos. Essas siglas, entendidas em profundidade, são sinônimos de lealdade do cliente, compreensão de nichos de mercado e desenvolvimento de negócios.

CRM como seu software de gerenciamento e modernização de negócios

Mas quando falamos sobre CRM, a maioria de nós se refere à sua reificação como software de gerenciamento. Se pesquisarmos no google, a maioria das referências encontradas neste termo refere-se à tecnologia que possibilita a coleta e o processamento de dados sobre as interações com os clientes.

Sua definição, conforme dada na Wikipedia, é a de sistemas de computador que dão suporte ao gerenciamento do relacionamento com os clientes através da automação de certos processos, armazenamento de dados, rastreamento de vendas e campanhas promocionais, ajudando na relatórios e análise de negócios.

Essa definição faz jus ao que um CRM no nível tático e como ferramenta pode trazer para os negócios. No entanto, essa definição nada mais é do que a implementação da estratégia discutida acima.

Fatores a serem considerados ao implementar um software de CRM

Um CRM entendido como software é uma ferramenta que ajuda você a coletar dados operacionais, transacionais e outros dados analíticos que ajudam na tomada de decisões. Portanto, se considerarmos o CRM como um elemento tático de nossos negócios, devemos ter em mente que:

  • A implementação do CRM permite fluxos de trabalho mais colaborativos: em outras palavras, um CRM permite   uma comunicação mais eficiente entre diferentes parceiros ou departamentos  de uma empresa, pois do mesmo local todas as interações podem ser gerenciadas (chamadas, e-mails, faturas, orçamentos , incidentes, vendas …) que a empresa fez com um determinado cliente e dar a resposta que ele espera. Para isso, é essencial que o CRM não seja uma ilhota departamental e esteja integrado a outras ferramentas, como gerenciamento de projetos ou cobrança.
  • A facilidade de implementação e aprendizado : A implementação de uma ferramenta como essa não deve ser um trauma para as contas da empresa ou para os trabalhadores que a usarão. As soluções em nuvem, como o Teamleader, são ferramentas que favorecem a implementação rápida e o aprendizado simples, pois são projetadas para uso autônomo em PMEs. Neste artigo , analisamos esses problemas e um pouco mais sobre as premissas que devemos estabelecer para a eleição de um CRM .
  • As integrações com terceiros são úteis e seus dados estão em um local seguro: estes são pontos que às vezes não são levados em consideração, mas são fundamentais. Quanto à segurança, no Teamleader sabemos a quantidade de mitos que circulam pela nuvem . É por isso que dedicamos grande parte de nosso esforço e orçamento em termos de segurança e confidencialidade. Por outro lado, nosso compromisso com integrações com terceiros não é segredo . Integrações com as ferramentas usadas pelas PME, pagas e gratuitas, porque nosso CEO já disse : Nosso objetivo é tornar-se uma plataforma essencial para as PME e nosso movimento foi a criação do Teamleader Marketplace . Uma proposta que nos afasta do produto para funcionar como uma plataforma focada em agregar valor aos nossos clientes, PME. Aqui estão todas as integrações oferecidas pelo Teamleader, bem como as que outros desenvolvedores fizeram ou até as instruções para criar novas. O objetivo? Dê valor e cubra todas as necessidades que uma PME possa ter em sua gestão. Em outras palavras, para as PME, o que o Google Play ou a App Store são para os usuários: uma fonte de recursos e uma plataforma de intercâmbio.

A chegada e implementação do CRM à PME

Até relativamente recentemente, essas ferramentas eram território proibido para grandes empresas e corporações porque, por razões econômicas, implementação, aprendizado e tempo, era difícil para uma PME ter acesso aos benefícios de um CRM. No entanto, isso mudou e hoje existem muitas alternativas e opções ao escolher um CRM para pequenas e médias empresas.

Há alguns meses, ecoamos o estudo da Softdoit sobre o status do CRM na Espanha, anunciando que 59% das empresas espanholas usavam um CRM , na nuvem ou instalado em seus servidores, e que 29% dos entrevistados Eu estaria interessado em incorporá-lo em um futuro próximo. Esses dados também mostram que há uma alteração nas soluções na nuvem devido à agilidade, custos e velocidade.

Se mais de 80% do tecido empresarial espanhol é formado por PMEs, podemos dizer que o CRM alcançou a PME espanhola. No entanto, a realidade mostra que ainda existem muitas empresas que continuam gerenciando seus processos de vendas por meio de planilhas.

Embora tenha havido muito progresso, ainda há muito a fazer quando se trata de divulgar o que é um CRM e o que ele pode trazer para uma empresa em termos de eficiência, inteligência de negócios e processos . O líder da equipe tem esse objetivo marcado, democratizar o uso dessas ferramentas e promover uma PME mais eficiente.

Porque, como mencionamos anteriormente, entender com mais detalhes o que é um CRM não está apenas vendendo mais, mas vendendo melhor . É aprender a delegar mais e melhor , interagir com os clientes mais interessantes e retê-los . Mas é também entender a importância dos dados em qualquer parte da empresa.

Isso serve como um fio condutor para a próxima parte do nosso artigo sobre a importância do CRM nos diferentes departamentos de uma empresa. Vamos ver como esse software, e especialmente esse modelo de gerenciamento, afeta partes essenciais de qualquer empresa que se presta:

O uso e os benefícios do CRM em cada departamento da empresa

CRM como ferramenta de marketing: análise e segmentação

O marketing, com a revolução digital, mudou-se para outro estágio em que os dados estão disponíveis para todos. Um estado em que muitas das ações são mensuráveis ​​e em que as possibilidades são infinitas , independentemente do orçamento.

Passamos de um marketing baseado em grandes ações e estudos externos para uma análise de marketing e ações diárias. Passamos de percepções para realidades e de propostas para decisões.

Como no CRM, o marketing era anteriormente um território principalmente explorado por grandes empresas com grandes orçamentos. Para outros, tivemos criatividade, elucubrações e várias planilhas, hoje isso mudou. Existem muitas estratégias que não dependem de dinheiro, talento e análise, mas também há maior concorrência e um público-alvo mais disperso.

Hoje, a máxima de que um cliente fiel é mais barato que um novo cliente é mais realidade do que nunca; Hoje, a análise e a segmentação de dados são pernas fundamentais em qualquer estratégia de marketing. E tanto na lealdade quanto na segmentação, análise e proposição de valor, o CRM desempenha um papel fundamental.

 

O CRM correto, tanto na ferramenta quanto no modelo de negócios, permite segmentar clientes ou leads em quantos grupos forem necessários: local, data, ação de marketing relacionada, tipo de empresa, fase no funil de vendas, oportunidades perdidas , oportunidades de espera e, portanto, etc., desde que a capacidade do pessoal que a administra.

Por exemplo, essa segmentação é essencial para o marketing por e-mail, que vive um segundo jovem com base em boas práticas e relevância. Por isso, optamos pela integração com o Mailchimp ou o Campaign Monitor, porque sabemos das possibilidades que isso oferece aos nossos clientes. O email marketing e o CRM são realidades paralelas e uma amostra do que um bom gerenciamento de dados pode oferecer. Mas a relação de marketing e CRM é muito mais do que ações táticas, o CRM pode apoiar a estratégia de marketing a seguir.

A partir da análise e estudo dos dados coletados na ferramenta, o departamento de marketing pode saber qual setor e clientes são os que melhor se relacionam e aproveitam ao máximo a empresa . O CRM marca a base da proposta de valor para os diferentes segmentos e também os canais mais eficazes para entregá-la. De fato, o marketing de entrada como estratégia surge em parte graças à contribuição dos dados de CRM.

Se a importância de ter dados de CRM e gerenciamento de projetos em uma ferramenta é adicionada a tudo isso , as razões pelas quais essas ferramentas são essenciais para os departamentos ou agências de marketing são óbvias. No entanto, grande parte de nossos clientes é composta por esse segmento.

O CRM como um impulsionador de vendas: eficiência e controle

Geralmente, o CRM tem sido usado por equipes comerciais que o utilizam como repositório para seu portfólio e agenda de clientes. Um bom CRM é uma plataforma que permite uma visualização rápida e precisa das interações que um cliente teve com a empresa, para que ele possa revisar e agir em relação às chamadas feitas, e-mails, faturas, orçamentos, ciclo de vida e (se necessário) o motivo do abandono.

O CRM é uma das ferramentas básicas para qualquer equipe comercial, fornecendo controle , eficiência e conhecimento sobre o status do pipeline ou do portfólio, além de fornecer orientações sobre as ações a serem realizadas. Além do trabalho de rua, o CRM também ajuda o gerente de vendas a analisar o comportamento dos diferentes portfólios de clientes, bem como a tomar decisões com base nos dados.

No aspecto comercial, é essencial que um CRM seja móvel . Ou seja, é acessível a partir de qualquer dispositivo e de qualquer lugar , esse é outro motivo para as migrações que ocorrem dos CRMs instalados para o CRM na nuvem como Teamleader. E é que as instalações do departamento comercial e, quando se fala em CRM, são essencialmente velocidade, agilidade, facilidade de uso e mobilidade.

No entanto, e paradoxalmente, as planilhas do Excel são colocadas nas PME como um grande concorrente dos CRMs. Ainda hoje, a grande maioria das PME ainda usa o Excel como uma ferramenta fundamental no gerenciamento de clientes e projetos. O Excel é uma ótima ferramenta, talvez uma das melhores, mas não é um software de gerenciamento de clientes.

Uma planilha do Excel pode controlar um pequeno portfólio de clientes, pode ser usada para exportar dados e fazer análises complexas, mas se o objetivo de uma PME é crescer, as planilhas como bancos de dados de clientes não podem ser seus companheiros de viagem pois, no final, criará desordem e caos em um departamento onde o controle e a eficiência da conta devem ser essenciais .

 

Como dissemos, um CRM fornece conhecimento dos clientes e / ou possíveis clientes , sua fase da vida na empresa, seu valor em termos monetários e o tempo gasto com eles. E todas essas métricas são essenciais para um departamento tão dinâmico quanto o comercial.

Juntando tudo isso ao ponto anterior sobre o significado de um CRM para o departamento de marketing, o CRM também funciona como um link e comunicação entre os departamentos comercial e de marketing. Estes últimos são os olhos do departamento de marketing que precisa fazer o download e direcionar suas idéias com dados relevantes para a empresa.

Portanto, o CRM é uma parte fundamental na operação e crescimento de uma empresa a partir do controle e da ordem, criando um negócio que pode ser dimensionado e adaptado.

Em nosso blog, você encontrará uma série muito instrutiva de 3 artigos sobre estratégias de CRM e conversão de clientes com base na qualificação e negociação do cliente. Aqui você pode ler o primeiro artigo sobre qualificação do cliente e processo de vendas

O CRM como uma porta para o gerenciamento da experiência do cliente: lealdade e personalização

Estamos em um momento de mudança de paradigma e isso está fazendo com que as empresas transformem ou transformem seus modelos de gestão. Não se trata apenas da conhecida transformação digital, mas, e mais importante, dos batizados como a era do cliente:

Se antes o sucesso de uma empresa era dado pela eficiência da produção, tanto em termos de volume quanto de preço; Agora, quando uma empresa quer se diferenciar, deve procurar outras maneiras.

Hoje, as empresas enfrentam a ponderação do cliente como alfa e ômega em todos os mercados. Estamos em um contexto em que a “comoditização” das ofertas é um fato e onde você deve competir com outras armas, estando aqui o conhecimento essencial do cliente e o gerenciamento de sua experiência.

Para entender isso, vamos fazer uma pergunta muito rápida: por que alguém vai comprar nosso produto? Se todas as empresas oferecerem o mesmo, o cliente sempre optará pelos produtos mais baratos. Nós nos perguntamos o mesmo e acreditamos quando afirmamos que, sendo acessíveis, existem CRMs mais baratos e até gratuitos.

Mas por que continuamos crescendo? Por sermos muito claros, além da venda de um serviço, precisamos gerenciar a experiência de nossos clientes para influenciar não apenas a compra, mas também a recomendação.

 

Propor uma estratégia de negócios baseada no custo e benefício de nosso produto é algo que não vale mais a pena. Hoje, devemos nos concentrar na experiência que oferecemos antes e durante o uso e, para isso, é essencial que o CRM funcione como um coletor de dados.

A importância de se concentrar no cliente é e será cada vez mais relevante e as empresas precisam colocar o cliente no centro de todos os seus processos, apostando em relacionamentos duradouros para obter resultados consistentes. Como se uma marca é o que seus clientes dizem sobre ela, conhecemos melhor nossos clientes e a nós mesmos, para oferecer não apenas um produto, mas uma experiência personalizada para você.

Portanto, além de conhecer seu cliente, uma empresa deve saber como interagir com ele. Mas, para isso, é necessário abrir os olhos e ter ferramentas que ajudem a colocar o foco no cliente e saber onde a marca pode contribuir para o valor e que isso é percebido. Um deles, talvez o que abre a porta para sua administração, é o CRM.

Um CRM, entendido da perspectiva do gerenciamento da experiência do cliente, é uma ferramenta que vincula e coleta todas as informações relacionadas ao cliente, vinculando-as de uma maneira que pode criar histórias, propostas e outros gatilhos de compra pelo cliente. . Essas informações permitem tomar decisões de negócios focadas no cliente e baseadas em dados de primeira mão, com o objetivo de criar programas de fidelidade e personalização.

 

Serviço de limpeza pós obra tem crescimento no mundo corporativo

Serviço de limpeza pós obra

Com proposta inovadora a atividade vem conquistando cada vez mais clientes

Independentemente do tamanho ou do tipo, obra sempre resulta em sujeira, principalmente no término. Com isso, as pessoas ficam sem saber por onde e como começar, uma vez que se trata de uma limpeza pesada. Assim, o serviço de limpeza pós obra em Campinas tem ganhado força e destaque no mercado, por trazer uma proposta simples: a eliminação de sujeira e resíduos que as obras acabam acumulando.

A atividade é destinada para o setor empresarial, principalmente a construtoras e escritórios de arquitetura ou engenharia, que são os principais clientes das empresas especializadas nesse serviço. No caso de residências, o serviço também é realizado, mas de forma muito menor.

No geral, o trabalho é bastante minucioso, realização a eliminação total dos resíduos gerados durante a obra. Neste cenário é comum encontrar manchas de tina, materiais pesados como cimento e concreto, excesso de rejunte entre os azulejos e muitas opções à serem limpas. Todo o material que compõe uma obra, normalmente, é encontrado acumulado pelo chão com o término da mesma.

A contratação acontece com a finalização da obra, assim a empresa pode efetuar todo o serviço. É uma atividade rápida, que pode ser concluída em algumas horas. Antes de começar, as empresas fazem uma inspeção no local para saber qual técnica devem aplicar.

Importância do serviço

Para a construção civil, entregar uma obra em perfeito estado é imprescindível. Quando as construtoras pegam obras grandes, elas precisam contar com um trabalho especializado para deixar o local pronto para ser entregue. Por serem o principal público desse ramo, é importante que o serviço seja oferecido junto a suas vantagens, pois uma obra entregue sem limpeza, desmerece todo o trabalho da construtora.

Se a limpeza é feita por conta própria, alguns problemas podem aparecer durante a atividade. Por falta de especialização, os funcionários podem danificar alguns pontos e, desta forma, acabar trazendo uma grande dor de cabeça para as construtoras. Neste caso, é importante que elas contem com um trabalho especializado, que saberá como proceder e que tipo de produtos utilizar para esse serviço, deixando o impecável para a entrega.

As empresas priorizam o uso de equipamentos e materiais de limpeza que sejam adequados ao tipo de serviço, que é uma limpeza pesada, de modo que nada saia danificado durante a realização do mesmo.

Atividade vem se destacando no mercado

O serviço de limpeza pós obra não é algo recente, mas vem chamando muito mais atenção nos dias de hoje. Como a construção civil, que a principal clientela desse ramo, não para, as empresas têm a opção de entregar um serviço especializado e de qualidade, exatamente o que o setor precisa.

Mesmo trabalhando com um trabalho doméstico, mas específico, a limpeza pós obra tem se destacado. Ela se mostra eficiente porque não se trata apenas de uma limpeza comum, mas sim um serviço especializado e voltado a uma finalidade, que o final da obra.

Como melhorar o seu atendimento de telemarketing

Como melhorar o seu atendimento de telemarketing

Como cada vez menos pessoas utilizando telefones, empresas que trabalham com telemarketing se vêem diante de um enorme problema.

Por este motivo, para vendo produtos ou serviços pelo telefone, buscar maneiras de se diferenciar nunca foi tão necessário.

Desde a aquisição de um PABX Virtual, até um treinamento de capacitação para os funcionários, estas empresas estão mudando.

Por este motivo, hoje você irá aprender a como melhorar o seu atendimento de telemarketing e se destacar neste meio.

Um bom atendimento sempre

Para você que já recebeu uma ligação de um telemarketing sabe como estes tendem a ser educados e pacientes quando o intuito é vender um produto ou serviço, mas que essa postura pode mudar quando precisamos resolver algum problema.

Para se destacar neste meio é preciso manter um bom atendimento sempre, uma vez que o pós-venda é tão importante quanto a venda.

Além de ter uma PABX Virtual que não deixe o cliente esperando horas na linha, uma postura sempre educa é bom para gerar um feedback positivo para a sua empresa.

Tenha um script

Ter um script do que seus atendentes devem falar, também é importante para manter o padrão um padrão de qualidade.

Entretanto, este deve ser apenas estudado e não o decorar como uma máquina que não fala nada mais do que aquilo.

Caso contrário, compensaria muito mais você ter uma PABX VOIP que apenas reproduz mensagens automáticas do que um atendimento humano.

Uma dica para montar o seu script é através das dúvidas e reclamações mais frequentes dos seus clientes.

Seja preciso

Outro fator que influencia em uma atendimento de telemarketing é a precisão das respostas que você fornece.

Seu cliente pode ficar irritado ao receber respostas vagas e que não condizem com a sua dúvida ou reclamação.

É preciso dar respostas concretas, mas simples que não fazem o tempo da ligação se estender muito.

Estabeleça metas de atendimento

Ter metas de atendimento para os seus funcionários pode ser uma boa maneira de aumentar a produtividade dos mesmos.

Já que eles estão capacitados, treinados e possuem um script, é possível atender mais clientes em um curto período de tempo com qualidade.

Porém, é importante estabelecer intervalos entre os atendimentos, para que a mente não se canse e possa se manter a qualidade.

Uma outra maneira de incentivar os seus funcionários é bonificado aquelas que possuem um bom desempenho no atendimento de telemarketing.

Concluindo

Estas são apenas algumas dicas básicas de como melhorar a produtividade do seu atendimento de telemarketing, uma vez que existe outra série de soluções para este problema.

Mas, é importante focar em capacitação dos funcionários, treinamento e um PABX Virtual de qualidade, que de mais funções aos seus colaboradores.

Com um atendimento humano e de qualidade, é possível lucrar sim com o telemarketing e não abandoná-lo na sua empresa.

Não somente vendas, foque também em um pós-venda de qualidade aos seus clientes, essa é uma boa maneira de conseguir um feedback positivo gerando um boca a boca positivo para a sua empresa.

BUROCRACIA PARA MORAR NOS EUA

BUROCRACIA PARA MORAR NOS EUA

Quando vim morar nos Estados Unidos cheguei à conclusão que a única forma de passar por todo o processo imigratório sem ter um ataque de ansiedade – ou vários – é informação. Ou seja, ter total consciência de toda a burocracia para morar nos EUA.

Mesmo em sendo um país muito menos burocratizado, ainda existem alguns procedimentos que você deve estar atento ao dar início aos preparativos para a mudança. Seja para alugar um local ou mesmo para emissão de uma carteira de motorista.

Bem, o objetivo desse texto é te ajudar a conquistar todo o básico com o mínimo de problemática! Vamos as dicas?

 

DICAS PARA LIDAR COM A BUROCRACIA DE MORAR NOS EUA COM A FAMÍLIA

A primeira dica – que talvez seja o primeiro passo que você precise dar – é a contratação de um plano de voz, mensagem e internet móvel para você e toda a sua família. Isso porque você irá precisar se comunicar e aqui o Whatsapp não é tão usado pelos americanos como no Brasil, não somente, ficar sempre atrás de redes Wi-Fi é algo bastante irritante, acredite.

Existem inúmeras empresas aqui como a T-Mobile, AT&T, Sprint, Verizon e Virgin Mobile, basta analisar os planos e fazer a contratação.

 

Bem, agora vamos a assuntos mais… digamos… burocráticas:

 

Alugar um apartamento

Para efetivamente conseguir morar nos EUA, você precisará de um lugar para viver e caso não queira comprar um imóvel, te resta o aluguel de um.

Há alguns termos que você deve se familiarizar primeiro: o proprietário é o landlord, você é o tenant e as imobiliárias são as property management companies. Há e o conceito de fiador não existe, você tem que provar que é capaz de arcar com o pagamento do aluguel.

Tenha em mente que é necessário pagar alguns meses adiantados, sendo assim, tenha isso em mente quando estiver fazendo os cálculos do custo de vida nos EUA para não ser pego de surpresa. Outro ponto a ser observado é que alugueis com contratos de menos de 12 meses não é algo corriqueiro.

No mais, você só precisa de um passaporte e dinheiro para conseguir um imóvel nos EUA.

 

Abrindo uma conta bancária

Abrir uma conta em um banco nos EUA é bastante simples, somente mostrando como o sistema bancário americano é completamente diferente do brasileiro.

Primeiro de tudo, você provavelmente não enfrentará filas depois que dos documentos necessários serão somente 2 documentos para comprovar identidade e um comprovante de residência que pode até mesmo ser o brasileiro, de resto, vocês conversarão sobre taxas e outros pormenores.

 

Social Security Number (SSN) ou ITIN

Esse número é equivalente ao CPF brasileiro e é importantíssimo para que você consiga estabelecer uma residência plena nos EUA. Sendo assim, tenha em mente que essa é uma das suas prioridades assim que você chegar aqui, normalmente ele é concedido a estudantes que trabalham na escola de inglês/faculdade ou trabalhadores sazonais de parques temáticos, resorts ou estações de esqui.

Para isso você precisará de todos os documentos referentes a sua imigração e o I-94 (para comprovar que você foi autorizado a entrar no país). Também será necessário o formulário SS-5 que você já pode levar preenchido ou solicitar no Social Security Office mais próximo de você.

Você também pode visitar a página do governo que discorre sobre toda a documentação necessária, inclusive sobre o ITIN que servirá para você declarar renda se você não qualifica para o SSN.

 

Carteira de Identidade e/ou de motorista

Nesse caso específico você precisará procurar pela legislação específica de cada estado. Em alguns a carteira de motorista e de identidade são a mesma coisa (muito mais simples que no brasil, diga-se de passagem), contudo, cada local tem sua própria.

Outro ponto interessante é que é menos pior perder a ID americana que o seu passaporte brasileiro. Sendo assim, procure pelo órgão responsável do estado que você irá morar e confira toda a documentação necessária.

 

Cartão de crédito

Quando você finalmente vier morar nos EUA verá que esse povo funciona de maneira bastante diferente. Estrangeiros tem uma maior dificuldade de ter um cartão de crédito, em especial porque os mesmos não tem “histórico na praça”.

É importantíssimo comprovar que você tem capacidade de pagar suas contas em dia, somente assim você irá construir um credit score que te permitirá essa regalia. Você começará com um cartão pré-pago, depois ganhará um cartão com pouco crédito e à medida que você se mostrar confiável seu limite irá aumentando.

 

Plano de saúde

Em alguns estados, caso você não tenha um plano de saúde, você pode arcar com valores exorbitantes ao ser atendido em qualquer hospital. Dependerá muito do tipo de plano de saúde que você está lidando, se aquele pago pela universidade, pela empresa ou por você. Não somente, cada empresa poderá solicitar algum tipo de documento.

Em geral, podem ser documentos relacionados ao seu visto, o I-94, e o SSN. Vale a pena fazer uma vasta pesquisa antes de se comprometer com qualquer empresa.

 

Declarando o imposto de renda

Esse é um processo que acontece anualmente, podendo ser feito de janeiro até o dia 15 de Junho para estrangeiros onde você declara o imposto do ano anterior.

Você pode fazer sozinho ou contar com a ajuda de um contador, nesse caso, eu recomendo que conte com a ajuda de um profissional. Os formulários que precisam ser preenchidos não são simples e você pode acabar perdendo dinheiro.

Os documentos são:

Passaporte, SSN, formulário W-2 que atesta o seu salário anual, formulário 1095-B que comprova o plano de saúde, 1098-T para estudantes e 1099-INT.

 

PRONTO PARA LIDAR COM A BUROCRACIA DE MORAR NOS EUA?

Morar nos EUA requer lidar com algumas burocracias, mas seria assim ou pior em qualquer lugar do mundo, a vantagem é que aqui você vê o retorno do tempo, trabalho e dinheiro investido em qualidade de vida. Vale a pena o esforço inicial, boa sorte em sua jornada!

Como funciona o jogo da quina

Como funciona o jogo da quina

Você joga nas loterias? Sabe como funciona o jogo da quina?

Bom, no artigo de hoje iremos falar sobre as loterias, de preferência a Quina, que é uma das loterias da Caixa em que os apostadores mais utilizam em suas apostas.

Milhares de apostadores do Brasil, fazem seus jogos de maneira desorganizada e sem nenhum tipo de estratégia ou técnica de aposta.

A probabilidade dessas pessoas perderem o dinheiro é de praticamente 100%, pois jogam por jogar, como por exemplo, escolhem números de placas de carros, data do dia, aniversário entre outros.

Há também aqueles apostadores que repetem números já sorteados em concursos passados, infelizmente eles também estão perdendo dinheiro.

Devido à isso meus amigos, podemos falar que, se você jogar nas loterias sem nenhuma estratégia, sinto lhe dizer mais, você não será o mais novo milionário do Brasil.

 

Como funciona o jogo da quina

Bom, como o artigo de hoje é sobre a quina e seu funcionamento, em um breve artigo falaremos mais sobre como apostar nas loterias e ter melhores resultados.

Para jogar na Quina é bem simples, as dezenas disponíveis no volante para essa loteria são de 80 números e desses números, o apostador poderá escolher de 5 à 15 para marcar as dezenas do seu gosto.

Podemos dizer com toda a certeza que, quanto mais números marcados, maiores são as chances de ganhar, porém mais caro fica sua aposta.

É importante você ter algum palpite da quina antes de fazer seu jogo, como por exemplo, analisar as dezenas quentes e as dezenas frias e escolher dentre elas, as com maiores probabilidades de sair nos próximos concursos.

 

Quanto custa o jogo da quina

O valor da aposta para jogar na Quina é de R$1,50, marcando 5 números no volante dessa loteria, para marcar mais dezenas, veja os valores abaixo:

6 números / valor de R$9,00
7 números / valor de R$31,50
8 números / valor de R$84,00
9 números / valor de R$189,00
10 números / valor de R$378,00
11 números / valor de R$693,00
12 números / valor de R$1.188,00
13 números / valor de R$1.930,50
14 números / valor de R$3.003,00
15 números / valor de R$4.504,50

Esses são os valores para jogar nessa famosa loteria do Brasil, valores que vale apena jogar em bolão entre amigos ou então bolão das próprias casas lotéricas.

 

Quando corre o jogo da quina

Os jogos da quina correm de Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta e Sábado à partir das 20 horas. Não perca nenhum resultado e não deixe de conferir as dezenas que estão com maiores presença nos sorteios.

Evite repetir jogos que já saíram em concursos passados, pois a probabilidade disso acontecer é praticamente de 0% de chance.

Jogue com inteligência, faça estudos das dezenas antes de montar seus jogos, para que você não venha perder mais dinheiro com jogos de loterias.

Esse foi nosso artigo sobre como funciona o jogo da quina.

 

 

7 Histórias de sucesso de pessoas que ganharam nas loterias americana

Se você já leu as histórias sobre vítimas de maldição de loteria, pode se preocupar que não vale a pena comprar um ingresso.

Quem quer arriscar ganhar um prêmio da Powerball ou Mega Millions quando há uma chance de que sua fortuna acabe com suicídio, assassinato ou ruína financeira?

Felizmente, embora haja muitas pessoas que não sabem como lidar com um inesperado golpe inesperado , há muito mais ganhadores da loteria que usam seus ganhos para fazer uma diferença positiva em suas vidas e em suas comunidades.

Não é só para os ganhadores das loterias americanas que vemos casos de maldição, aqui no Brasil já aconteceram vários casos de assassinatos, que é o caso da Mega Sena.

Aqui estão sete histórias de sucesso de pessoas que ganharam nas loterias americanas

1. Um jackpot da Powerball permite que um Cowboy continue em uma fazenda

As coisas pareciam ruins para Neal Wanless, de 23 anos, em 2009. O homem de sorte estava por trás de seus impostos sobre a propriedade, não podia fazer reparos básicos no rancho e estava tentando vender sucata por um tempo.

Ele era um dos fazendeiros mais pobres do condado de Todd, Dakota do Sul, uma das áreas menos prósperas da América.

 

 

Em uma corrida de alimentos para uma cidade local chamada Winner, Neal decidiu arriscar e gastar um pouco de seu suado dinheiro em um bilhete da Powerball.

Ele gastou $ 5 dólares em cinco peças e selecionou números das datas de nascimento dos membros da família. Esse risco valeu a pena quando, pois ele ganhou um dos maiores prêmios da Powerball na história.

Descontando os impostos, o pagamento foi de US $ 88,5 milhões.

Neal Wanless disse que ele iria continuar a trabalhar no rancho, mas ele também colocou o dinheiro para trabalhar ajudando os outros em sua comunidade.

“É assim que é nesta parte do estado, as pessoas ajudam as pessoas, nós nos conhecemos”, disse Timothy Grablander prefeito da cidade onde a fazenda de Wanless está localizada.

 

2. Uma mãe solteira de cinco filhos, ganha um prêmio da Powerball que muda sua vida

Quando o irmão de Cynthia P. Stafford foi morto por um motorista bêbado, ela recebeu seus cinco filhos, criando-os como mãe solteira e ajudando financeiramente o pai.

Em janeiro de 2007, o dinheiro estava apertado. Ela morava em uma casa de mil metros quadrados, lutando para pagar as contas e sonhando em ganhar na loteria. Não apenas qualquer loteria, e sim um grande valor de $ 112 milhões. E foi exatamente isso que ela fez .

Em 2004, os US $ 112 milhões chegou à cabeça de Stafford, e ela começou a se concentrar em ganhar essa quantia. Ela dormiu com o número em uma nota embaixo do travesseiro, meditou em ganhar o prêmio de $ 112 milhões e visualizou como se sentiria quando ela ganhasse.

Em um incrível golpe de sorte, três anos depois, Stafford saiu com a exata premiação que ela sonhara em ganhar.

Cynthia Stafford acredita na lei da atração e oração por seu prêmio, que a deixou enfrentar os problemas financeiros de sua família e até mesmo começar uma companhia cinematográfica para que ela pudesse seguir sua carreira de sonho.

Se você está se perguntando como ela fez isso, Stafford comprou ingressos apenas algumas vezes por mês, e ela escolheu qualquer número que entrasse em sua cabeça no momento.

Ela ainda compra bilhetes de loteria toda semana, na esperança de se tornar um dos raros ganhadores de vários prêmios.

 

3. Os vencedores da loteria Mega Millions

Quando o pool de loteria do escritório de John e Linda Kutey ganhou um dos maiores prêmios da Mega Millions, os Kutey’s sabiam que queriam respeitar os pais fazendo algo pela comunidade.

Então eles foram até o salão da aldeia Green Island e perguntaram como poderiam ajudar. A resposta foi ajudar a reformar um parque local, substituindo uma piscina infantil mais antiga por um parque de pulverização moderno .

O parque de pulverização dá às crianças locais um lugar para se refrescar no verão, e isso não custou aos contribuintes um centavo. Até a instalação foi doada.

John Kutey foi capaz de deixar seu emprego para o New York State Homes e ele e sua esposa se mudaram para uma linda casa na Flórida, onde puderam exibir a coleção da Disney.

Embora o valor do prêmio após o pagamento do imposto tenha sido “apenas” US $ 19 milhões, os Kutey conseguiram ajudar a si mesmos e às pessoas ao seu redor.

 

4. Família de vencedores que ganharam nas loterias americanas

Pearlie Mae Smith criou seus sete filhos para estar ciente de como é importante retribuir à sua comunidade e as crianças cresceram como voluntárias em cozinhas de sopa e trabalhando em hortas comunitárias.

Então, quando as crianças cresceram e a família ganhou um prêmio de US $ 429 milhões da Powerball, ficou claro para eles que eles queriam usar esse dinheiro para fazer ainda mais bem para as pessoas ao seu redor que não tiveram tanta sorte.

Embora a enorme premiação do sorteio loterias fosse dividido igualmente entre os oito membros da família, nem todos eles deixaram seus empregos.

Uma filha, por exemplo, decidiu continuar seu trabalho orientando outras mulheres e agora tinha o dinheiro para ajudar a financiar o programa.

A família começou a Smith Family Foundation para fornecer financiamento para organizações de base que estavam trabalhando para melhorar a vida das pessoas em sua cidade natal, Trenton, New Jersey.

As prioridades da fundação incluem educação, desenvolvimento de bairros, educação cristã e apoio a jovens e famílias na região de Trenton.

 

5.  Professora de escola ganha na loteria e traz alegria para as crianças

Les Robins era uma professora do ensino médio que sempre achou que era uma pena que as crianças de hoje não crescessem fazendo os tipos de atividades que ela tinha quando criança como por exemplo ir ao acampamento, nadar, praticar esportes e explorar o ar livre.

Então, quando ela ganhou um prêmio de US $ 111 milhões da Powerball, Robins decidiu usar os fundos para criar um campo próprio.

Robins fundou o Camp Winnegator, que comprou com seu dinheiro de loteria, e operou por mais de uma década. Proporcionava às crianças um lugar de baixo custo para ir no verão, onde podiam cavalgar, montar, nadar e brincar no lago.

O melhor de tudo é que as crianças tiveram a chance de se desconectar de videogames e telefones celulares e entrar em contato com a natureza e seus amigos da vida real.

 

6. O vencedor da loteria da Flórida deixa um legado de boas obras

Sheelah Ryan ganhou US $ 52 milhões na Loteria do Estado da Flórida, que na época era o maior prêmio individual de loteria já ganho, e depois passou os últimos anos de sua vida dando-a de presente.

Como muitos ganhadores da loteria disseram, ela sentiu que havia ganho o dinheiro por uma razão e esse motivo era para ajudar os outros.

Ela criou um grupo de caridade para ajudar organizações que fornecem ajuda para os menos favorecidos.

Ryan tinha apenas seis anos para desfrutar de seus ganhos antes de morrer de câncer, mas a Fundação Ryan superou-a, dando subsídios a organizações que construíram casas de baixo custo, ajudaram crianças que precisavam de operações que não podiam pagar e ajudaram idosos, cidadãos, especialmente no Condado de Seminole da Flórida.

 

7. Vencedores da Powerball usam prêmio para combater a doença que matou sua neta

Quando Paul e Sue Rosenau ganharam US $ 181,2 milhões de um desenho da Powerball em 2008, eles sabiam exatamente o que queriam fazer com o dinheiro.

Veja, eles compraram o seu bilhete de vencedores cinco anos antes da sua neta Makayla morrer de uma doença rara e incurável.

A doença de Krabbe afeta apenas um em cada 100 mil recém-nascidos, por isso não recebe o financiamento que muitas doenças mais comuns fazem.

É uma doença degenerativa e devastadora que ataca o revestimento dos nervos e geralmente resulta em morte nos primeiros dois anos.

Paul e Sue Rosenau fundaram o The Legacy of Angels para aumentar a conscientização sobre a doença e ajudar a financiar pesquisas promissoras sobre tratamento e cura. Sue e Paul Rosenau ainda atuam no conselho de diretores da fundação.

Como você pode ver, muitos ganhadores da loteria podem fazer muito bem com seus prêmios, tanto para eles quanto para as pessoas ao seu redor.

Não há razão para o dinheiro fazer de você o alvo de uma maldição, de fato, em alguns casos você pode permanecer anônimo.

Lembre-se, porém, que embora a maldição da loteria não seja uma boa razão para evitar pegar um ingresso, o risco de perder seu dinheiro é grande.

Comprar bilhetes de loteria só deve ser feito por diversão e ter um sonho de ganhar, não como uma maneira séria de ganhar dinheiro ou economizar para a aposentadoria. Se você não puder perder o dinheiro que está gastando com seus ingressos, é melhor não jogar.

 

Esse foi nosso artigo sobre as premiações das loterias americanas.

Marketing para restaurante – Estratégias infalíveis de como melhorar

Marketing para restaurante – Estratégias infalíveis de como melhorar

Você sabe que precisa vender seu restaurante então sabe que precisa de um bom marketing para restaurante. Se você está por aí há algum tempo, então você provavelmente já tentou várias coisas diferentes – algumas que funcionaram, outras não.

Esta é a história de praticamente todos os negócios existentes e, mesmo que você siga a estratégia de outra pessoa na íntegra, não é garantido os mesmos resultados. Existem nuances que podem fazer ou quebrar uma estratégia, e as coisas nem sempre acontecem exatamente como você espera.

Não importa o seu programa de marketing, não importa o que você tentou ou o que você não tem, aqui estão várias maneiras que você pode melhorar o seu marketing para restaurante.

80/20 seu marketing

Uma das principais coisas que você pode fazer para melhorar seu marketing para restaurante é aplicar o princípio de Pareto a ele. O princípio de Pareto sugere que você está obtendo 80% de seus resultados de 20% de seus esforços. Se você fosse analisar como está gastando seu dinheiro em marketing, provavelmente descobriria que pequeno número de atividades e esforços de publicidade são responsáveis ​​por uma grande parcela dos resultados.

Então, é hora de cortar a gordura. Quais anúncios não estão funcionando? Quais canais de mídia social estão se mostrando ineficazes? O anúncio no boletim informativo da comunidade vale a pena? Pode parecer arriscado descontinuar os esforços de marketing que não estão obtendo resultados, mas pense assim: você pode investir o tempo e o dinheiro que você liberar de volta para o marketing que está obtendo resultados! Ao concentrar e redimensionar seus esforços, você pode obter um melhor retorno geral.

Concentre-se na comida

Segundo a Mond Mondovo , 60% dos clientes dizem que a comida deliciosa é o principal fator determinante para visitas repetidas a um restaurante.

Em seu marketing para restaurante, você pode se concentrar na aquisição de clientes – em outras palavras, o processo de conseguir novos clientes pela porta. Isso é importante. Mas e a retenção de clientes e o valor da vida útil do cliente? Se você conseguir manter os mesmos clientes voltando, você não precisa dedicar tanto tempo e esforço para gerar novos clientes.

Pode parecer óbvio que a principal coisa que traz um cliente através das portas é a sua comida. Mas isso também desempenha um papel importante em repetir negócios. Repetir negócios ajuda você a gerar mais lucros dos mesmos clientes. Ele ajuda você a gastar menos trazendo novos clientes para o seu local de trabalho.

Então, focar na sua comida é uma boa ideia, seja postar fotos de seus pratos no seu site e no Instagram , desenvolver um cardápio atraente ou oferecer promoções em horários estratégicos.

Mergulhe mais fundo no seu cliente-alvo

As empresas são frequentemente construídas com base em hipóteses. O cliente X está procurando resolver o problema Y, portanto, Z é a solução que ele exige.

Certamente, você pode ter feito seu quinhão de pesquisas de mercado antes de abrir seu restaurante. Mas se você quiser melhorar seu marketing, agora é a hora de aprofundar os dados.

Até agora, espero que você tenha construído um banco de dados substancial. A análise desses dados pode ajudar você a ter uma ideia melhor do tipo de pessoa que passa pelas suas portas. E, uma vez que você sabe quem é, pode abordar seu marketing com mais confiança, sabendo que pode atrair mais clientes como eles .

Pensamentos finais

Você já tem um programa de marketing no lugar. Alguns aspectos disso provavelmente estão funcionando. Outros podem não ser. É importante analisar seus esforços de promoção se você quiser ajustar sua estratégia. Muitas vezes, basta um pequeno ajuste para melhorar – você pode não precisar fazer grandes ajustes para ver resultados enormes.

Use essa lista de restaurantes para identificar as estratégias onde você pode ver e esta fazendo para obter um ROI melhor do seu marketing.

Abrir empresa nos EUA

ABRIR-EMPRESA-EUA

Impostos para investidores não residentes nos EUA, ações, renda, dividendos, juros, imóveis.

ABRIR-EMPRESA-EUA

Em uma das últimas postagens tratadas sobre a questão do  para residentes nos Estados Unidos, nasceram várias consultas sobre impostos que possuem um investidor não residente naquele país. Esta informação pode ser encontrada em detalhes no IRS, deixo os links para os documentos em inglês:

Aqui eu trago um artigo que li há algum tempo, onde o cenário fiscal para este caso é explicado em geral. Imposto sobre não-residente
As regras relativas aos ônus aplicáveis ​​aos não residentes são muitas vezes confusas, complexas e sujeitas a muitas exceções. Portanto, revisaremos apenas as regras mais gerais e as exceções mais significativas a essas regras.Renda de fontes de negócios fora dos EUA
A renda de um estrangeiro não residente que não está efetivamente conectado com a busca de abrir empresa nos EUA. eles são geralmente isentos de renda, a menos que sejam provenientes de fontes localizadas nos Estados Unidos. e pode ser definido como “renda ou lucro fixo, periódico e anualmente determinado” (também conhecido como FDAP). Essa definição inclui salários e indenizações, juros, dividendos, renda e royalties recebidos de fontes norte-americanas, mas não ganhos de capital ou outras receitas geradas pela venda de propriedades. O imposto sobre rendimentos ou lucros fixos, periódicos e anualmente determinados é aplicado a uma taxa fixa de 30% e é normalmente cobrado pelo contribuinte, que retém esse imposto de um estrangeiro não residente e o remete ao Departamento de Impostos (IRS). O imposto é aplicado aos montantes brutos de rendimento, o que significa que as deduções não podem chegar aos montantes sujeitos a imposto. O método do imposto retido na fonte reflete a dificuldade na cobrança de impostos de estrangeiros não residentes, que muitas vezes não estão fisicamente localizados dentro do país ou vinculados aos EUA. por residência ou assuntos comerciais. que muitas vezes não estão fisicamente dentro do país ou ligados aos EUA por residência ou assuntos comerciais. que muitas vezes não estão fisicamente dentro do país ou ligados aos EUA por residência ou assuntos comerciais.

Ao não permitir descontos de custo, o imposto retido muitas vezes se torna confiscatório. Por exemplo, a proibição de despesas de depreciação muitas vezes significa que 30% calculados sobre montantes brutos geralmente excedem 30% do lucro líquido. Em certos casos, o imposto retido na fonte pode até ser aplicado apesar do fato de que o estrangeiro não residente não declara qualquer receita!

Os Estados Unidos introduziram uma série de exceções às regras descritas acima. Por exemplo, há isenções para certos tipos de receita de juros, e estrangeiros não residentes podem, em circunstâncias limitadas, pagar 30% sobre ganhos de capital, mesmo que a regra geral indique que tais lucros estão isentos. deste imposto retido na fonte.

Salários, salários e compensação

Os salários, vencimentos e subsídios de fontes norte-americanas estão incluídos na renda ou fixos, determinados lucros regulares e anualmente, e sempre que um estrangeiro não residente notá-los sujeitos a 30% retido na fonte, ou retido na fonte salários como acontece com cidadãos e residentes dos EUA. Salários, salários e indenizações serão de fontes norte-americanas se os pagamentos estiverem relacionados a serviços realizados dentro do território dos EUA. Se a compensação para um não-residente não exceda US $ 3.000 em um ano fiscal, é considerado a partir de fontes estrangeiras, e não está sujeito a retenção na fonte se o não residente está presente nos Estados Unidos em uma base temporária; o não-residente não está presente nos Estados Unidos por mais de 90 dias durante o ano fiscal; e o empregador é um estrangeiro que não tem nenhum contato comercial com os EUA, ou é uma dependência estrangeira de um empregador dos EUA. Note-se que, devido à prestação de serviços nos Estados Unidos geralmente leva à existência de um comércio ou negócio, os pagamentos para tais serviços não são frequentemente sujeitos a retenção na fonte e em vez disso são tributados de acordo com as normas fiscais (ver abaixo).

Bolsas de estudo e financiamento para estudantes e pesquisadores estrangeiros

O imposto a ser aplicado em bolsas de estudo e financiamento a estudantes estrangeiros não residentes e pesquisadores que estejam temporariamente nos Estados Unidos sob vistos de não-imigrante F, J, M ou Q estará sujeito a impostos retidos na fonte. No entanto, a alíquota do imposto será reduzida para 14%. Geralmente, as bolsas e financiamentos não são tributáveis ​​desde que sejam usados ​​para despesas justificadas, incluindo mensalidades e taxas, mas os valores usados ​​para as despesas correntes podem ser tributados.

Receita de juros

O imposto de renda de juros é talvez a área mais confusa de renda ou lucro fixo, periódico e determinado anualmente. Geralmente, 30% do imposto retido na fonte é aplicado ao valor bruto da receita de juros recebida por um estrangeiro não residente. No entanto, os Estados Unidos são uma espécie de “paraíso fiscal” se falamos de receita de juros. Existem vários tipos de interesse que o Congresso dos EUA isentou de impostos, incluindo: juros sobre a carteira de ações e juros sobre depósitos em bancos dos EUA. Essas isenções permitem que não-residentes empreguem grandes quantias de capital a cidadãos americanos sem ter que pagar nenhum imposto sobre os juros resultantes.

Isenção de juros para carteira de ações

A isenção de juros para a carteira de ações foi originalmente colocada em operação para permitir que empresas norte-americanas participassem diretamente do mercado europeu de títulos. Se não fosse por essa isenção, seria difícil para as empresas norte-americanas negociarem obrigações dos EUA. nos mercados internacionais, uma vez que os titulares de títulos internacionais querem garantir que eles não podem estar sujeitos a retenções fiscais nos EUA.