BUROCRACIA PARA MORAR NOS EUA

Quando vim morar nos Estados Unidos cheguei à conclusão que a única forma de passar por todo o processo imigratório sem ter um ataque de ansiedade – ou vários – é informação. Ou seja, ter total consciência de toda a burocracia para morar nos EUA.

Mesmo em sendo um país muito menos burocratizado, ainda existem alguns procedimentos que você deve estar atento ao dar início aos preparativos para a mudança. Seja para alugar um local ou mesmo para emissão de uma carteira de motorista.

Bem, o objetivo desse texto é te ajudar a conquistar todo o básico com o mínimo de problemática! Vamos as dicas?

 

DICAS PARA LIDAR COM A BUROCRACIA DE MORAR NOS EUA COM A FAMÍLIA

A primeira dica – que talvez seja o primeiro passo que você precise dar – é a contratação de um plano de voz, mensagem e internet móvel para você e toda a sua família. Isso porque você irá precisar se comunicar e aqui o Whatsapp não é tão usado pelos americanos como no Brasil, não somente, ficar sempre atrás de redes Wi-Fi é algo bastante irritante, acredite.

Existem inúmeras empresas aqui como a T-Mobile, AT&T, Sprint, Verizon e Virgin Mobile, basta analisar os planos e fazer a contratação.

 

Bem, agora vamos a assuntos mais… digamos… burocráticas:

 

Alugar um apartamento

Para efetivamente conseguir morar nos EUA, você precisará de um lugar para viver e caso não queira comprar um imóvel, te resta o aluguel de um.

Há alguns termos que você deve se familiarizar primeiro: o proprietário é o landlord, você é o tenant e as imobiliárias são as property management companies. Há e o conceito de fiador não existe, você tem que provar que é capaz de arcar com o pagamento do aluguel.

Tenha em mente que é necessário pagar alguns meses adiantados, sendo assim, tenha isso em mente quando estiver fazendo os cálculos do custo de vida nos EUA para não ser pego de surpresa. Outro ponto a ser observado é que alugueis com contratos de menos de 12 meses não é algo corriqueiro.

No mais, você só precisa de um passaporte e dinheiro para conseguir um imóvel nos EUA.

 

Abrindo uma conta bancária

Abrir uma conta em um banco nos EUA é bastante simples, somente mostrando como o sistema bancário americano é completamente diferente do brasileiro.

Primeiro de tudo, você provavelmente não enfrentará filas depois que dos documentos necessários serão somente 2 documentos para comprovar identidade e um comprovante de residência que pode até mesmo ser o brasileiro, de resto, vocês conversarão sobre taxas e outros pormenores.

 

Social Security Number (SSN) ou ITIN

Esse número é equivalente ao CPF brasileiro e é importantíssimo para que você consiga estabelecer uma residência plena nos EUA. Sendo assim, tenha em mente que essa é uma das suas prioridades assim que você chegar aqui, normalmente ele é concedido a estudantes que trabalham na escola de inglês/faculdade ou trabalhadores sazonais de parques temáticos, resorts ou estações de esqui.

Para isso você precisará de todos os documentos referentes a sua imigração e o I-94 (para comprovar que você foi autorizado a entrar no país). Também será necessário o formulário SS-5 que você já pode levar preenchido ou solicitar no Social Security Office mais próximo de você.

Você também pode visitar a página do governo que discorre sobre toda a documentação necessária, inclusive sobre o ITIN que servirá para você declarar renda se você não qualifica para o SSN.

 

Carteira de Identidade e/ou de motorista

Nesse caso específico você precisará procurar pela legislação específica de cada estado. Em alguns a carteira de motorista e de identidade são a mesma coisa (muito mais simples que no brasil, diga-se de passagem), contudo, cada local tem sua própria.

Outro ponto interessante é que é menos pior perder a ID americana que o seu passaporte brasileiro. Sendo assim, procure pelo órgão responsável do estado que você irá morar e confira toda a documentação necessária.

 

Cartão de crédito

Quando você finalmente vier morar nos EUA verá que esse povo funciona de maneira bastante diferente. Estrangeiros tem uma maior dificuldade de ter um cartão de crédito, em especial porque os mesmos não tem “histórico na praça”.

É importantíssimo comprovar que você tem capacidade de pagar suas contas em dia, somente assim você irá construir um credit score que te permitirá essa regalia. Você começará com um cartão pré-pago, depois ganhará um cartão com pouco crédito e à medida que você se mostrar confiável seu limite irá aumentando.

 

Plano de saúde

Em alguns estados, caso você não tenha um plano de saúde, você pode arcar com valores exorbitantes ao ser atendido em qualquer hospital. Dependerá muito do tipo de plano de saúde que você está lidando, se aquele pago pela universidade, pela empresa ou por você. Não somente, cada empresa poderá solicitar algum tipo de documento.

Em geral, podem ser documentos relacionados ao seu visto, o I-94, e o SSN. Vale a pena fazer uma vasta pesquisa antes de se comprometer com qualquer empresa.

 

Declarando o imposto de renda

Esse é um processo que acontece anualmente, podendo ser feito de janeiro até o dia 15 de Junho para estrangeiros onde você declara o imposto do ano anterior.

Você pode fazer sozinho ou contar com a ajuda de um contador, nesse caso, eu recomendo que conte com a ajuda de um profissional. Os formulários que precisam ser preenchidos não são simples e você pode acabar perdendo dinheiro.

Os documentos são:

Passaporte, SSN, formulário W-2 que atesta o seu salário anual, formulário 1095-B que comprova o plano de saúde, 1098-T para estudantes e 1099-INT.

 

PRONTO PARA LIDAR COM A BUROCRACIA DE MORAR NOS EUA?

Morar nos EUA requer lidar com algumas burocracias, mas seria assim ou pior em qualquer lugar do mundo, a vantagem é que aqui você vê o retorno do tempo, trabalho e dinheiro investido em qualidade de vida. Vale a pena o esforço inicial, boa sorte em sua jornada!