7 bons motivos para ir ao psicólogo

Embora existam muitos outros motivos para ir ao psicólogo ou que o levem a procurar a ajuda de um profissional, vamos atender 7 deles.

Buscando consultar psicologo? Clique e confira.

  1. Tenha um espaço só para você.

Muitas pessoas colocam as necessidades dos outros antes das suas, seja por causa de seus filhos, pais ou parceiro.

Porém, sempre se relegar a um segundo plano custa muito do ponto de vista emocional, podendo gerar sentimentos de solidão e vazio, mesmo que você esteja cercado de pessoas.

Ir ao psicólogo é uma forma de se cuidar e se dar atenção, é como ir a um spa ou fazer uma massagem, é uma mensagem que você se transmite através da qual você diz a si mesmo que se preocupa com você mesmo e que é importante.

Na consulta você terá tempo só para você, para falar sobre seus problemas, preocupações e / ou sonhos.

  1. Realmente entendo o que acontece com você.

Às vezes, as emoções assumem o controle e nos impedem de pensar com clareza, bloqueiam-nos ou nos levam a tomar decisões que em outras ocasiões nem mesmo teríamos considerado. Nesses momentos, podemos nos sentir confusos, perdemos a bússola.

Um psicólogo pode ajudá-lo a encontrar o seu caminho e buscar explicações para o que está acontecendo com você.

Na verdade, muitas pessoas se sentem automaticamente aliviadas ao encontrar uma explicação para os sintomas que estão experimentando, é como se tudo fizesse sentido e seja mais fácil para elas aceitarem.

Falar sobre suas preocupações ajuda a aumentar a conscientização sobre muitos detalhes que você esqueceu.

Falar esclarece sua mente, faz você dominar seus sentimentos, alivia você e permite que você tome melhores decisões.

Em suma, não saber o que está acontecendo com você é um bom motivo para ir ao psicólogo.

  1. Seja ouvido sem ser julgado.

O psicólogo irá ouvi-lo sem fazer julgamentos de valor, sem aplicar estereótipos ou rótulos.

Uma sessão de terapia é um espaço onde você pode falar sobre tudo sem medo de ser julgado ou criticado.

Na verdade, embora não estejamos totalmente conscientes disso, de vez em quando precisamos de uma dose de aceitação incondicional que nos permita reequilibrar nossa autoestima.

O psicólogo não só ouvirá seus problemas, mas prestará atenção à sua linguagem extraverbal e às suas emoções, não o examinará para avaliá-lo em termos de “bom ou ruim”, mas tentará entendê-lo e explicar o que está acontecendo com você para ajudá-lo.

  1. Obtenha um ponto de vista mais global e objetivo.

O psicólogo não vai comentar sobre seus valores ou experiências, classificando-os como “justos ou errados”, ele apenas lhe dará uma visão profissional sobre o que está acontecendo.

Ele o ajudará a encontrar uma explicação, para que você entenda o que está acontecendo com você e possa encontrar a melhor solução para você.

Por não estar envolvido emocionalmente com a situação, esse profissional poderá dar uma visão mais ampla e objetiva do problema. Desta forma, você pode tomar consciência dos fatores que o impedem de seguir em frente e fazem você se sentir mal e modificá-los.

  1. Conheça-se melhor e compreenda as pessoas.

A psicoterapia não só permitirá que você se conheça melhor, mas também o ajudará a entender melhor as outras pessoas.

Ao mergulhar em seus sentimentos, você pode ser mais empático com os outros e compreender as razões de seus comportamentos.

Na verdade, quando temos pensamentos negativos e não os processamos, eles se tornam um emaranhado de suposições que nos impedem de ver o mundo como ele é.

Quando você consegue deixar de lado essas expectativas ilusórias e crenças irrealistas, você não apenas se conhece melhor, mas pode entender mais facilmente as intenções e os motivos dos outros.

  1. Aprenda a gerenciar suas emoções, pensamentos e comportamentos.

A psicologia é uma ciência baseada em anos de experimentação e estudos científicos, com um arsenal de técnicas destinadas a aliviar certos sintomas ou ajudá-lo a atingir seus objetivos.

Um psicólogo vai te ajudar a identificar e mudar os pensamentos disfuncionais que te fazem mal, te ensinará a controlar melhor suas emoções e eliminar hábitos negativos, colocando hábitos mais saudáveis ​​em seu lugar.

 

Vale esclarecer que o psicólogo não tem uma varinha mágica para resolver todos os seus problemas, mas vai lhe fornecer técnicas e estratégias que você pode colocar em prática para que você mesmo possa resolver esses conflitos.

  1. Desenvolva habilidades de resolução de conflitos.

Os conflitos fazem parte da vida cotidiana, assim como os problemas.

Por isso, as drogas psicoativas não são uma solução definitiva, mas apenas um adesivo em uma ferida que continuará sangrando.

Pelo contrário, a psicoterapia oferece ferramentas úteis que não só permitirão resolver problemas atuais, mas também aqueles que podem surgir no futuro.

A psicoterapia visa desenvolver competências que lhe permitam lidar com o dia-a-dia, primeiro reconhecendo as suas emoções e crenças erradas e, em segundo lugar, refletindo sobre elas e modificando-as.

E é que a Psicologia não tem apenas um caráter curativo, mas também preventivo.