Melhores jogos de azar para apostar

Melhores jogos de azar para apostar

Se você é daquelas pessoas que gosta de jogar em loterias e jogos de azar, esse artigo é especialmente para você.

Os jogos de azar existem a vários anos, podemos citar como exemplo o jogo do bicho, muito famoso no Brasil, no qual milhares de pessoas

jogam todos os dias em busca de premiações. Podemos dar os exemplos também das loterias, na qual a mais famosa do Brasil, é a mega sena.

A mega sena conta com a maior premiação do país, e por isso vemos nas casas lotéricas filas imensas de apostadores fazendo suas apostas.

Mais será que vale apena jogar em jogos de azar e loterias?

 

Jogos de azar e loterias

Dentre os jogos de azar, estão também os cassinos, caça níqueis e vários outros jogos. Muitas pessoas perdem até casas nesses tipos de jogos, portanto, é preciso tomar cuidado.

Se não houver o auto controle, a pessoa acaba indo para o buraco. E, para controlar o vício é um pouco difícil.

No artigo de hoje, eu quero te falar qual seria a melhor opção de aposta, para que você faça seus jogos mais com controle, sem empolgação ou jogar aquilo que não pode jogar.

As loterias poderia ser nossa melhor opção, porém além dos valores estarem um pouco altos, devido ao recente aumento, as chances de ganhar são bem pequenas.

A loteria mais fácil de ganhar é a Loteria Federal, isso mesmo, basta analisar as probabilidades e ver como as chances de ganhar nessa loteria são bem maiores.

Porém, os apostadores não se dão conta disso, e jogam nas mais famosas como mega sena, lotofácil, quina e acabam esquecendo da Federal.

Aqui vai uma dica, se não quiser perder tanto dinheiro, tente apostar na Federal, a loteria mais fácil de ganhar de todas as outras.

 

Jogo de azar

Se tratando de jogos de azar, eu indicaria o famoso jogo do bicho, foi criado há anos e até os dias de hoje não teve sua liberação.

Não conseguimos entender ainda o real motivo da não liberação do bicho, mesmo assim, muitas pessoas apostam todos os dias sonhando em ganhar premiações.

Esse jogo é possível que o apostador aposte pouco e ganhe muito dependendo do resultado é claro, porém as chances se comparado com as loterias, são bem maiores.

Se você não conhece, recomendo que acesse esse site e entenda tudo sobre esse jogo de azar, veja em http://palpitesdobicho.com.br/

 

Cuidados antes de jogar

Antes de fazer suas apostas, veja esse artigo e tome certos cuidados para não cair no vício de apostas, pois isso pode acabar lhe trazendo uma imensa dor de cabeça no futuro.

Nosso site não incentiva ninguém ao jogo, portanto, é de livre e espontânea vontade a decisão de jogar do leitor. O artigo é feito baseado em ajudar você a escolher

um tipo de jogo que faça com que você não perca tanto, e sim, ganhe mais. Porém vai depender apenas de você.

Espero que você tenha gostado desse artigo e saiba escolher o melhor jogo para você. E lembre-se, cuidado para não cair no vício e acabar apostando aquilo que não pode.

Hipoglicemia no diabetes: principais causas, sinais e sintomas

Hipoglicemia no diabetes: principais causas, sinais e sintomas

Entendendo a diabetes, a composição biológica humana é tão complexa quanto a pessoa humana. Ele é formulado com funcionalidades básicas que devem, em todos os momentos, ser consistentes com o grau assumido necessário para que certas funções sejam efetivas. Diabetes e hipoglicemia são os distúrbios biológicos que constantemente lembram a necessidade de moderação, tendo em conta o profundo contraste que existe em ambos.

O diabetes é um grupo de distúrbios metabólicos em que níveis elevados de açúcar no sangue estão presentes por um longo tempo. Simplificando, é um distúrbio que é sustentado pela presença de um nível mais elevado de açúcar no sangue na corrente sanguínea. Este distúrbio tem sido temido em nosso século e tem dado a muitas pessoas cautela para restringir as causas notáveis ​​e viver longe da desordem.

Por outro lado, a hipoglicemia é o outro risco oposto ao diabetes. Enquanto o diabetes mellitus ocorre como resultado do excesso de açúcar na corrente sanguínea, a hipoglicemia é sofrida como resultado de baixos níveis de glicose (açúcar no sangue), que é a principal fonte de energia no corpo.

Frequentemente, a hipoglicemia está associada ao tratamento do diabetes porque, no tratamento do diabetes, o teor de açúcar da maioria dos pacientes é desproporcional ao grau de hipoglicemia. Em raras situações, no entanto, um bom número de condições em não-diabéticos pode levar a níveis baixos de açúcar no sangue. A hipoglicemia não é uma doença em si, mas um indicador de um problema de saúde, como a febre.

Causas da Hipoglicemia no Diabetes

Os pacientes com diabetes geralmente não conseguem produzir insulina suficiente (diabetes tipo 1) ou respondem muito menos à insulina no diabetes tipo 2. Portanto, a glicose tende a se formar na corrente sanguínea e pode atingir um nível muito alto. Tomar insulina ou outros medicamentos para baixar os níveis de açúcar no sangue são possíveis medidas corretivas.

Mas, a ingestão excessiva de insulina ou outros medicamentos para diabetes pode fazer com que o nível de açúcar no sangue diminua para um nível desnecessariamente baixo, levando à hipoglicemia. Se um paciente diabético não comer tanto quanto de costume depois de tomar medicamentos para diabetes, ou se ele estiver mais do que o normal, a hipoglicemia também pode ser o resultado.

Episódios de baixo nível de açúcar no sangue são muito desconfortáveis ​​e assustadores para pacientes diabéticos. A experiência contínua de episódios repetidos de hipoglicemia geralmente resulta em menos insulina sendo tomada para garantir que os níveis de açúcar no sangue não se tornem muito baixos. No entanto, também é perigoso, por si só, se o nível de açúcar no sangue se mantiver elevado, o que pode causar danos nos vasos sanguíneos, nos nervos e em vários órgãos do corpo.

Sintomas de hipoglicemia em pacientes diabéticos

Os sintomas dependem do grau de hipoglicemia. Por exemplo, se o nível de açúcar no sangue fica muito baixo: fadiga, tremores, sudorese, ritmo cardíaco irregular, branqueamento da pele, irritabilidade, fome e ansiedade são provavelmente sinais e sintomas.

Mas, no pior dos casos, visão turva, confusão / comportamento anormal (ou frequentemente ambos), perda de consciência, convulsões, palavras obscurecidas e movimentos desajeitados são geralmente os sintomas de hipoglicemia.

O caminho a seguir

A hipoglicemia é sensível em si mesma, mas se torna mais sensível quando ocorre em diabéticos. É altamente recomendável seguir o plano de controle do diabetes que um paciente desenvolveu com seu médico, como plano de refeições, exercícios, medicação, etc.

O Monitor de Glicose Contínua (CGM) também é uma boa opção , Os carboidratos de ação rápida, como comprimidos ou suco de glicose, devem estar sempre nas imediações do paciente, para que o paciente possa tratar o açúcar no sangue imediatamente antes do perigoso mergulho nasal.

Fonte: https://www.canalminassaude.com.br/

Quais os melhores bancos do Brasil?

Quais os melhores bancos do Brasil?

A tecnologia vem avançando a cada dia e com a correria do dia a dia, esse avanço acaba sendo muito útil, já que estamos ficando cada vez com menos tempo. Mas em relação aos bancos do Brasil, podemos dizer que essa tecnologia vem auxiliando também? A resposta é sim. Hoje me dia, fica cada vez mais fácil fazer os serviços bancários sem ter que sair de casa para ir até uma agência.

Todo os bancos do Brasil hoje em dia possuem internet banking, onde você pode fazer qualquer coisa pelo computador. Mais prático que isso, são os aplicativos de banco, onde você pode fazer tudo isso pelo celular. De fato, a tecnologia veio com força para facilitar a vida de qualquer pessoa. Falando em ajuda, você sabe qual é o melhor banco do Brasil, atualmente? No texto de hoje, trouxemos os melhores 5 bancos do país. Entenda porque eles foram eleitos os melhores.

 

  • Nubank

 

Em primeiro lugar tem o Nubank, um banco digital que foi eleito o melhor banco do brasil no último ano. De fato, o Nubank conquistou o coração dos brasileiros, por ser o primeiro banco 100% digital que não cobra taxas. Com o surgimento do Nubank, muitos bancos conservadores começaram a se sentir abalados, pelo fato de perder diversos clientes para um banco que não precisa de uma agência para fazer um excelente trabalho.

 

  • Banco Inter

 

Em segundo, trouxemos o Banco Inter. Um banco de Belo Horizonte que também faz o seu papel de ser um dos melhores bancos do Brasil. Além do Banco Inter ser eleito como um dos melhores bancos, ele contém taxas de juros muito baixas quando você está buscando por um empréstimo. 

 

  • Neon

 

As três posições dos melhores bancos do Brasil estão ocupadas por bancos digitais. Em terceiro lugar ficou o Neon Pagamentos. Com o seu cartão de crédito digital e sem anuidade, ele conquistou o seu espaço.

 

  • Caixa Econômica Federal

 

Um dos bancos mais tradicionais do Brasil, a Caixa Econômica também entrou na lista dos melhores bancos do brasil no último ano.

 

  • Banco Itaú

 

O Itaú é um dos bancos do Brasil mais versátil, ele fez diversas mudanças ao longo dos anos. Teve um dos melhores rendimentos lucrativos de 2019 e também se tornou um dos melhores bancos do país. 

Portanto, esses foram os bancos eleitos como os melhores do último ano. Como disse, a tecnologia não para de avançar e em 2020, podemos ter bastante surpresas em relação às novas e antigas instituições financeiras do país.

 

Falta de desejo sexual masculina

Falta de desejo sexual masculina

O desejo sexual hipoativo tem sido, tradicionalmente, uma demanda mais frequente por parte de mulheres que de homens, embora nos últimos anos os profissionais de sexologia, vimos como os casos de homens que consultam por este motivo são cada vez mais frequentes.

Por que? Pois é difícil sabê-lo: pode ser que tenha sido algo que sempre esteve lá, mas agora os homens se sentem mais livres de dizer e até mesmo de procurar ajuda, pode ser que agora tenha novos motivos para a insatisfação sexual masculina…

Sexualidade masculina

O que, se é certo é que existe uma fortíssima pressão social sobre a sexualidade masculina, no sentido em que é dada pelo fato de que o homem tem que ser super ativo, e quando um homem não se percebe deste modo, costuma ser muito afetada a sua auto-imagem, sua segurança e sua auto-estima sexual.

De entre os aspectos gerais que com mais freqüência podem causar uma diminuição do desejo sexual são desde os problemas de casal, diminuição da atração para o casal, estar passando por períodos de crises pessoais, como o stress, encontrar-se angustiados por outras dificuldades sexuais, problemas com o estado de ânimo, etc.
Existem diferenças em os motivos que causam a diminuição da falta de apetite, o desejo sexual em homens e mulheres?

Causas da diminuição

Embora cada caso é diferente e não se pode generalizar, atrevo-me a dizer que as dificuldades para desfrutar das relações sexuais e a ausência de uma intimidade adequada se relacionam com a perda de libido em grande número de casos de desejo hipoativo consultados por mulheres, no entanto, o tema do prazer está mais resolvido em homens, em que a perda de atração para o casal, a rotina e os problemas do casal costumam ser um fator freqüentemente relacionado com a diminuição da perda de libido em si.

De todas formas, como o desejo erótico está influenciado por muitos fatores, quando se trabalha com um caso de desejo sexual hipoativo em terapia sexual a primeira coisa que você tem que fazer é fazer uma avaliação bem, para conhecer melhor a sua natureza e os fatores que são capazes de influenciar o seu desejo de ter descido.

Eu gostaria de te dizer algumas coisas que podem ser um pouco úteis se o seu o seu parceiro você reside nesta situação:

Se está experimentando uma queda de seu desejo sexual e é algo que te preocupa, deixa passar um tempo, pois pode ser algo transitório. Pensar no que factores aspectos podem ter mudado em sua vida ultimamente você pode ajudar a saber com o que pode estar relacionada esta diminuição de seu desejo.

Você está estressado?

  • Deprimido?
  • Você não descansar?
  • Você não tem muito tempo para estar com o seu parceiro?

Fazer estas perguntas pode lhe dar algumas pistas. Homens de autoestima alta, costumam excitar melhor as mulheres. Para saber mais, veja https://tratandoimpotencia.pro/como-excitar-uma-mulher/

Se é algo que te preocupa, fale com o seu parceiro. É o primeiro passo para encontrar soluções.
Quando a ansiedade, a depressão um problema do humor são os principais fatores por que ele perdeu o interesse pela sexualidade, uma psicoterapia individual específica é o mais apropriado para começar.
Em muitas ocasiões, a causa de diminuição de desejo pode estar em aspectos relacionados com o casal, a vida sexual em particular. Nestes casos, procurar profissionais específicos (terapia sexual e terapia de casal), pode ser uma boa opção.

Ter um desejo baixo não tem que ser necessariamente um problema. Nem todos os homens se conformam com a ideia do homem confiante, isso é apenas um estereótipo. Há muitos homens que têm um desejo sexual modesto, e, claro, você pode viver uma sexualidade satisfatória fora desses padrões.

Suplementos podem melhorar:

Abdominais: o melhor exercício

Abdominais: o melhor exercício

O exercício mais eficaz para os abdominais

Durante uma investigação científica realizada pela SBAD2018 Saúde, a eficácia dos exercícios e máquinas mais populares para o abdômen foi avaliada. Os participantes deste estudo foram voluntários: um total de 30 homens e mulheres absolutamente saudáveis ​​e com faixa etária de 20 a 45 anos.

Com a ajuda de equipamentos de eletromiografia e outros instrumentos especializados, o trabalho dos músculos superior, inferior e lateral da região abdominal foi medido. Além disso, o trabalho da frente dos quadris foi medido para descobrir se o exercício foi realizado corretamente (com o quadril ou com o abdômen).

A melhor estratégia para esculpir os músculos de um abdômen de aço. Como marcar e tonificar os músculos abdominais?

Abdomen: avaliação dos melhores exercícios

O resultado de cada exercício foi comparado com o desempenho das elevações do tronco (abdominais tradicionais). Se o coeficiente desta comparação for, por exemplo, 200, significa que o exercício é 2 vezes mais eficaz do que as elevações do tronco. Se o resultado for 25, então o trabalho é 4 vezes menos efetivo.

Os 7 melhores exercícios para o abdômen

“Bicycle” . Posição inicial: deitado de costas, sua parte inferior das costas deve descansar no chão. Levante a parte superior do tronco e depois as pernas; você tem que fazer contrações juntando os joelhos e os cotovelos. O joelho direito tem que ir para o cotovelo esquerdo e vice-versa.

Elevadores de pernas . Este exercício pode ser feito em uma máquina, recostando as costas (veja a foto), além de suspender uma barra fixa. As costas devem ser mantidas na posição vertical e apenas as pernas ligeiramente flexionadas se movem. É importante trabalhar com os músculos do abdômen e estar ciente do movimento.

Abdominais com roda . Este exercício pode ser executado, não só com uma roda, mas também com uma barra ou dumbbells rolando no chão (veja a foto). Levante os joelhos, envie o peso do seu corpo para as mãos, role para a frente com a parte superior do corpo e volte à sua posição inicial com a força do seu abdômen.

Abdominais em bola. Sente-se na bola, coloque suas mãos atrás de sua cabeça e se incline para trás. Levante o tronco com um movimento controlado executado pelo abdômen, faça uma pequena pausa no ponto alto do movimento e repita, inclinando novamente o tronco. O quadril deve ser paralelo ao chão durante todo o exercício.

Elevações de pernas e pelve. A posição inicial está deitada de costas com suas nádegas no chão. Elevar as pernas, os joelhos devem ser dobrados e os tornozelos devem ser mantidos juntos. Com a força do abdômen, levante a pelve como se quisesse levá-la à cabeça.

“Ferro”. Considera-se que este é o melhor exercício estático para os músculos abdominais. Mantenha uma posição rígida, encostada nos cotovelos e nos antebraços, suas costas devem ficar retas e seu abdômen tenso. Esta posição deve ser mantida por 30-40 segundos. Repita várias vezes.

Abdomen enrolado com braços esticados. Este exercício é muito semelhante aos elevadores de tronco (abdominais tradicionais), no entanto, neste caso, as mãos não devem estar atrás da cabeça; pelo contrário, os braços devem ser esticados para trás, o que aumenta a amplitude do exercício aumentando o trabalho muscular.

A investigação concluiu que a maioria dos participantes não conseguiu identificar se o trabalho foi realizado pelos músculos abdominais superiores ou os abdominais inferiores. Muitos desses exercícios, de fato, são realizados trabalhando todos os músculos do abdômen juntos.

No entanto, isso não significa que seja impossível concentrar a carga do exercício na parte inferior do abdômen. Este fato mostra que a pessoa média não consegue se concentrar no ponto de identificar qual parte do abdômen está sendo trabalhada. Para exercer a parte inferior do abdômen requer uma técnica especial.

A roda funciona?

Outro mito que perde crédito com esta pesquisa é a alta eficácia de exercícios abdominais com roda e outras máquinas. É verdade que os exercícios com roda mostram resultados mais elevados do que os abdominais tradicionais, no entanto, há exercícios ainda mais efetivos do que isso.

Uma observação geral deste trabalho científico é o fato de que todas as pessoas realizam exercícios abdominais de maneiras diferentes, mesmo que sejam feitas sob a supervisão do mesmo treinador e, portanto, diferentes músculos estão envolvidos. Isso mostra que, para cada pessoa, há um exercício que é o melhor.

Máquinas abdominais

Se um atleta profissional com crunches de aço mostra em uma publicidade ou comercial que uma nova máquina é o melhor exercício para os abdominais e que graças a esta máquina você terá um estômago achatado em 15 minutos, provavelmente você é mentindo.

Como você pode ver nos resultados da pesquisa, a maioria das máquinas trabalha em uma menor porcentagem dos músculos do estômago, mesmo menos do que o exercício abdominal tradicional. Quanto mais caro for a máquina, menos eficaz será. Reflita se vale a pena jogar dinheiro.

quina, nenhuma roda para os músculos do estômago será tão eficaz quanto os abdominais tradicionais, elevadores de barra tronco ou “bicicleta”. Além disso, é praticamente impossível dividir o trabalho dos músculos abdominais em inferior ou superior.

Ganhar músculo nos braços

Ganhar músculo nos braços

Como aumentar rapidamente o tamanho dos braços?

A lógica dos iniciantes pressupõe que, se o objetivo é esculpir braços fortes, então você deve fazer tantos exercícios de braço quanto possível e alimentar-se bem. No entanto, a realidade é diferente. Contrariamente à afirmação de que os músculos atuam separadamente, eles realmente trabalham juntos: por exemplo, o abdômen é exercido enquanto trabalha os braços.

A massa dos músculos de ambos os braços não representa mais de 10-15% dos músculos totais do corpo; Por sua vez, este grupo muscular é composto de 20-25 músculos. A única maneira de fazer crescer os braços é através do aumento da massa muscular em todo o corpo, e não através de rotinas intermináveis ​​e repetitivas de bíceps e tríceps.

A estratégia para escultura de tríceps de aço. Tudo sobre os exercícios mais eficazes. Com que frequência devemos trabalhar o tríceps?

Quanto pesam os músculos do braço?

Estes dados são retirados de um atleta médio pesando 70 kg. Tendo em conta que o peso total dos músculos será de cerca de 60-65 kg, o tronco ocupa o primeiro lugar em termos de massa com cerca de 30-35 kg, seguido das pernas (10-13 kg cada) e depois o braços (incluindo ombros), cujos músculos pesam até 4-6 kg.

Os braços de um atleta não excedem 1,5-2 kg de peso, figura inatingível para um iniciante. Os treinamentos tornam os músculos do corpo crescentes quase homogeneamente, porque ao exercer grandes grupos musculares, indiretamente menores estão envolvidos. Mas, em exercícios de isolamento para armas, quase nenhum outro músculo está envolvido.

Rotina para armas: máximo de 2 vezes por semana

Tendo em conta o tamanho relativamente pequeno do bíceps e do tríceps, não é necessário realizar um número infinito de exercícios com muito peso ao treinar eles. É mais importante a coordenação entre a mente e esses músculos, o que lhe permitirá levantar o peso e sentir o trabalho dos músculos diretamente envolvidos.

Mesmo no caso de atletas profissionais, as rotinas do braço não devem ser repetidas mais de duas vezes por semana (com um recesso mínimo de 3 dias) e sua duração não deve exceder 10-15 minutos. Caso contrário, o bíceps e o tríceps alcançarão o ponto de exaustão, o que influenciaria negativamente seu crescimento e recuperação pós-treino.

Roteiro de braço para iniciantes

Os atletas iniciantes e intermediários são aconselhados a não executar mais de uma rotina de braço com exercícios de isolamento por semana. No resto dos dias, esses músculos são exercidos indiretamente: os tríceps funcionam quando fazem prensas de tórax, enquanto os bíceps interagem ao executar pullups (pulls, christs) e remoiro horizontal.

Recomenda-se combinar o “dia dos braços” com as pernas, uma vez que estes grupos musculares praticamente não interagem uns com os outros (evitando assim o esgotamento). Os inícios são aconselhados a não fazer mais de dois exercícios de isolamento (um para bíceps, outro para tríceps), enquanto um atleta de nível intermediário não deve fazer mais de 4.

Os melhores exercícios para armas

É importante ter em mente que o melhor exercício para as armas é aquele, no qual você realmente sente o trabalho dos músculos que participam diretamente. Para aprender a tomar consciência do trabalho dos braços, não basta executar cachos de bíceps ou extensões de tríceps em uma polia alta enquanto arqueia todo o corpo para elevar o peso.

A maioria dos iniciantes não está em condições de realizar até uma segunda repetição de um exercício tão simples quanto a onda de armas com halteres. Eles, a fim de executar a qualquer custo uma repetição mais, recorrerão à ajuda de todos os músculos do corpo (exceto o bíceps), resultando em dor no pescoço e na parte inferior das costas.

Como trabalhar o tríceps?

A massa do tríceps é 30-40% maior que a do bíceps. Os tríceps desenvolvidos e fortes servem para aumentar visualmente o tamanho dos braços e aumentar a força para realizar exercícios básicos. A vantagem deste músculo é que os iniciantes podem aprender a sentir o trabalho mais facilmente devido à queima característica que ocorre.

Anatomicamente, o trabalho do tríceps está intimamente ligado ao trabalho do baú e a outros “movimentos de pressão”, principalmente a todos os tipos de flexões. Aprenda a sentir o trabalho do tríceps fazendo um dos exercícios típicos que você acha que é conveniente, e execute-o 2 vezes por semana com peso moderado fazendo 3-4 conjuntos de 12-15 repetições.

Como trabalhar com o bíceps?

A coisa mais sensata que esses iniciantes podem fazer, dispostos a esculpir armas grandes e fortes, não é treiná-las de forma alguma. A razão é que os novatos acabam por “aprender” uma técnica de execução incorreta porque tentam levantar pesos exagerados desde o início.

O melhor método para aprender a sentir trabalho é executar cachos bíceps com halteres sentados em um banco inclinado a 60 °; ao longo do tempo, você pode começar a usar este mesmo banco como um suporte, ficando atrás dele e apoiando o tríceps para executar cachos bíceps (um de cada vez) com o pulso voltado para cima (na supinação).

É impossível imaginar braços musculares em um corpo que em outras partes não possui massa muscular. O principal problema dos iniciantes é que eles são incapazes de sentir o trabalho do tríceps e do bíceps. Os músculos dos braços também são trabalhados ao executar flexões horizontais (flexões e prensas de peito) e verticais (pull-ups, remoiro horizontal).

Alimentos com magnésio

Alimentos com magnésio

Os nutricionistas do mundo provocaram o alarme: apenas uma quarta parte da população de países desenvolvidos recebe de seus alimentos a quantidade de magnésio necessária (1) . A maioria das pessoas não conhece esse mineral e desconhece sua importância para o esporte, a saúde e o funcionamento do metabolismo.

Uma vez que o magnésio está presente em pelo menos 300 reações bioquímicas dentro do corpo, sua deficiência não só dificulta o funcionamento do metabolismo, como também diminui a sensação de saúde. Depressão, insônia, fadiga crônica e espasmos musculares podem ser causados ​​por deficiência desta substância.

Recomendações sobre a quantidade diária de macronutrientes (proteínas, gorduras, carboidratos) tanto para perder peso quanto para ganhar massa muscular.

Função de magnésio

O magnésio é responsável pelo metabolismo energético dentro das células: este mineral regula os processos relacionados ao metabolismo dos hidratos de carbono, ativa a formação de proteínas, permite a liberação de energia para realizar atividades físicas e regula o relaxamento e a excitabilidade do cérebro e do sistema nervoso central.

É importante saber que o déficit de magnésio acelera o envelhecimento devido a distúrbios nos processos de síntese de colágeno. Como resultado, a pele envelhece e perde sua elasticidade ao mesmo tempo que os órgãos. Com a idade, a estrutura dos ossos enfraquece, que, quando perdem a flexibilidade, desenvolvem osteoporose.

Magnésio e esporte

O corpo de uma pessoa que vai ao ginásio ou pratica algum esporte ou atividade física precisa ainda mais de magnésio. Além disso, os “ciclos para secar e definir os músculos” juntamente com as dietas fazem com que este mineral seja expulso do corpo, causando assim uma falta crônica de atletas.

Por sua vez, esta deficiência interrompe o funcionamento do metabolismo energético dos músculos (o magnésio tem a função de transformar o fosfato de creatina em ATP), o que leva à diminuição da força ao treinar e a um aumento considerável em cansaço após cada treino. Ao mesmo tempo, você pode sofrer de insônia.

Sintomas de deficiência de magnésio

Os sintomas diretos da deficiência de magnésio são: espasmos e cãibras musculares (no bezerro e nos gêmeos principalmente), aumento da pressão arterial e freqüência cardíaca, dores de cabeça regularmente, insônia e outros problemas com a dormir, bem como tremor muscular enquanto dorme.

Entre os sintomas indiretos de deficiência mineral crônica estão uma série de problemas com memória e atenção, aumento da irritabilidade, diminuição do desempenho e depressão. As pessoas tendem a sentir que vivem em um ambiente estressante onde literalmente lutam para sobreviver.

Quando ocorre a falta de magnésio?

Dietas ricas em proteínas e baixos em carboidratos aceleram a liberação de magnésio do corpo, causando sua deficiência. Os seguintes fatores podem levar ao desenvolvimento da falta de magnésio: o consumo de cafeína, nicotina e álcool, a ingestão de grandes doses de cálcio (eles são antagonistas minerais) eo uso de vários medicamentos.

Comer alimentos rápidos muitas vezes também tem uma influência negativa sobre os níveis de magnésio: esses produtos não possuem quantidades suficientes de vegetais verdes frescos (ricos em magnésio) e os refrigerantes que acompanham esses alimentos dificultam a assimilação do magnésio que ocorre no estômago.

Dose diária recomendada de magnésio

A demanda por magnésio em um homem adulto corresponde a 400-420 mg por dia, enquanto que no caso das mulheres esse número é de 310-320 mg por dia. Esta dose leva em consideração o fato de que o corpo só é capaz de assimilar 30% do magnésio contido em cada alimento. A dose máxima recomendada é 600-700 mg por dia (3) .

No total, no corpo de um adulto há cerca de 22-26 gr de magnésio, grande parte dos quais está nos ossos, 20% nos músculos e outros 20% nas células. É por esta razão que perder fluidos (isto inclui episódios de diarréia e / ou transpiração excessiva), também está perdendo uma parte das reservas de magnésio.

Problemas com a libido?

Problemas com a libido?

Uma libido baixa é o principal motivo de consulta sexológica por parte das mulheres. Quais costumam ser as causas deste problema? Podem ser diversas, pois o desejo erótico depende de muitos fatores.

Os motivos mais comuns são que, apesar de ter atração, o tipo de relações sexuais que se mantêm não atendem à mulher. Por colocar uma comparação, gostam de o companheiro de jogo, mas não o jogo que costumam jogar.

Isso é frequente em muitos casais heterossexuais, pois os homens e as mulheres costumam ter uma erótica diferente, mas o mais habitual é que se acabem estabelecendo regras do jogo sexual mais à medida do homem, o que deixa insatisfeitas de muitas mulheres.

Os problemas do casal e a diminuição da atração, também podem ter como consequência a diminuição ( perda) de libido, assim como a dor coital (dispareunia) e as dificuldades para ter orgasmos.
Embora o desejo é algo complexo, a terapia sexual oferece possibilidades de ajudar casais insatisfeitos por este motivo.

O curioso é que, os profissionais da sexologia estamos observando que, apesar de ser um motivo de consulta tipicamente feminino, eles estão começando a ver muitos mais casos do que o habitual em homens.

Problemas de sexo no relacionamento

Todos os casais passam por momentos no relacionamento em que são ruins. Uma hora a rotina pode pegar o casal e até diminuir a quantidade de sexo do relacionamento. Talvez o problema pode ser temporário, mas fique atento para que seja somente uma passagem, há muitos relatos de homens e mulheres alegando esfriamento na relação.

Caso os períodos em que o parceiro se nega a fazer sexo sejam prolongados, o problema pode ser mais complexo. “Nesse caso, pode haver um fator hormonal ou até psiquiátrico. Suplementos alimentares naturais talvez possa ajudar a aumentar a libido tanto masculino, como aumentar o desejo da sexual da mulher também. Ele pode estar insatisfeito com a relação ou com a performance da parceira. Porém, o fato de ele não fazer em casa não quer dizer obrigatoriamente que ele tenha outra na rua.

É fácil colocar a culpa em uma possível amante. Difícil é encarar os verdadeiros problemas do relacionamento”, afirma o sexólogo, para quem uma conversa franca é fundamental. “O que falta é o diálogo verdadeiro: sentar e conversar sobre a possibilidade de, não apenas um, mas os dois mudarem”, finaliza.

Para saber mais, veja em https://www.saudecoletiva2006.com.br/

14 benefícios do sexo e orgasmo para a saúde (segundo a ciência)

14 benefícios do sexo e orgasmo para a saúde (segundo a ciência)

Nos últimos anos, os benefícios das relações sexuais e outras práticas sexuais para nossa saúde física e psicológica são freqüentemente discutidos. Nesse sentido, tanto a atividade física associada ao sexo, mas também o orgasmo e a ejaculação em si são relevantes.

O fato de os tabus relacionados ao sexo serem cada vez menos intensos favorece a realização de pesquisas científicas sobre o assunto, tão natural quanto historicamente incompreendido, e permite confirmar as intuições que a humanidade tem desde a antiguidade.

Benefícios de praticar sexo (e atingir o orgasmo)

Relações sexuais e orgasmo têm múltiplos benefícios para a nossa saúde. Alguns deles estão relacionados à prática de exercícios físicos, enquanto outros dependem de hormônios que o nosso corpo libera especificamente durante o sexo.

É importante notar que muitos desses efeitos positivos se devem ao orgasmo, e não à atividade sexual em si, de modo que não podemos nos beneficiar apenas deles como um casal.

1. Melhore o sistema imunológico

Existem estudos que sugerem que fazer sexo 1 ou 2 vezes por semana aumenta a quantidade de anticorpos (ou imunoglobulinas) em nosso corpo. Essas proteínas combatem infecções, resfriados e gripes e nos fazem recuperar antes das doenças.

Em particular, parece que as relações sexuais aumentam os níveis de imunoglobulina A, um anticorpo que nos protege de infecções virais. No entanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar esses benefícios com segurança. Além disso a maior prática de sexo melhora e funciona como um tratamento para ejaculação precoce.

2. Calorias ardentes

Um dos efeitos do exercício físico é que ele ajuda a perder peso, especialmente se sua intensidade é alta. Estima-se que a prática de sexo por 1 hora aumente entre 100 e 200 calorias , ou cerca de 5 calorias por minuto.

Tenha em mente que esse valor é baixo em comparação com a perda de calorias que ocorre durante a corrida ou natação, por exemplo. No entanto, o sexo não implica um grande sacrifício em comparação com outros tipos de exercício, por isso é uma boa maneira de garantir uma pequena redução de calorias em tempo hábil ou, se possível, regular.

3. É bom para o coração

Praticar sexo ou qualquer outro tipo de exercício regularmente reduz a pressão arterial (especificamente a sistólica), que tem consequências benéficas para a saúde cardiovascular, especialmente em idosos. Estes efeitos da atividade física são mais notáveis ​​quanto maior sua intensidade.

Especificamente, descobriu-se que a atividade sexual diminui o risco de doença cardíaca crônica e ataques cardíacos , pelo menos nos homens; Estes efeitos não foram estudados em mulheres, mas é muito provável que também ocorram.

Os riscos do sexo para pessoas com problemas cardíacos são mínimas: como a intensidade da atividade física é semelhante ao subir escadas, é muito improvável que um acidente cardíaco ocorre durante o sexo, a menos que a doença é muito severo

4. Limite o vínculo emocional

Quando temos um orgasmo, nosso corpo secreta o hormônio oxitocina, também conhecido como “o hormônio do amor” . O efeito relaxante da ocitocina está associado aos sentimentos de paz, satisfação, confiança e intimidade que muitas vezes seguem o sexo.

Os corpos das pessoas também produzem ocitocina amamentando um bebê ou observando nossos animais de estimação . Considera-se, portanto, que esse hormônio reforça os laços íntimos em geral, não apenas os sexuais.

5. Reduza o estresse

Algumas substâncias que nosso corpo libera durante a atividade sexual, como endorfinas e oxitocina, têm um efeito relaxante que reduz o stress e faz com que o corpo a reagir menos fortemente para as atividades que geram tensão, tais como falar em público.

Além disso, o sexo e outras atividades físicas, bem como relacionamentos satisfatórios, parecem estar ligados a uma queda na pressão sanguínea, que não só tem efeitos positivos sobre a saúde cardiovascular, mas também nos faz sentir menos estressados.

O que significa quando a luz do motor acende?

Nenhum motorista gosta de olhar para baixo e ver a luz do mecanismo de verificação acender. Embora a luz possa apontar para qualquer número de questões, pequenas ou grandes, geralmente não são boas notícias.

Aqui estão algumas boas notícias: se você levar seu veículo para o serviço com bastante rapidez, geralmente poderá minimizar os danos causados ​​e impedir que o problema se espalhe para algo maior.

A luz acende quando o sistema de diagnóstico a bordo do veículo detecta um problema. Obviamente, você não saberá exatamente qual é o problema, mas o computador do veículo fornecerá um código de referência, que se correlaciona com o problema de serviço detectado.

Usando uma máquina de diagnóstico especial, um técnico de automóveis obterá esse código, interpretará e informará exatamente o que está acontecendo com seu veículo.

Então, o que você deve fazer quando a luz do motor do carro acender? A resposta é simples. Você deve levar o carro para uma inspeção e manutenção. Tudo bem continuar dirigindo para a oficina, mas marque a consulta imediatamente antes que o problema se torne mais sério.

O que significa a luz do motor do carro?

Depois que a luz acender, você provavelmente estará se perguntando exatamente qual é o problema.  Novamente, só há uma maneira de saber com certeza, pois pode haver várias coisas – mas aqui estão alguns dos culpados mais comuns:

  • Seus sensores de oxigênio precisam ser substituídos. Este sensor mede a quantidade de oxigênio não queimado no seu sistema de escapamento; acaba ficando ruim e, se você não substituí-lo, sofrerá uma enorme perda de eficiência de combustível – potencialmente até 40%!
  • Você tem uma tampa de gás solta, danificada ou ausente. Esta é obviamente uma solução bastante simples e direta. Se você não fizer isso, no entanto, perderá combustível para a evaporação e acabará fazendo mais viagens à bomba do que gostaria.
  • Você precisa de um novo conversor catalítico. Este dispositivo converte escape tóxico em dióxido de carbono menos prejudicial. Novamente, a falha na substituição do conversor catalítico do seu veículo  pode levar a uma economia de combustível comprometida. Também pode fazer com que você falhe em um teste de emissões se você vive em um estado que exige esse teste.
  • Suas velas de ignição precisam ser substituídas. As velas de ignição ruins podem comprometer o desempenho e a eficiência de combustível. Eles também podem levar a alguns dos outros problemas mencionados aqui, como sensores de oxigênio ruins ou conversores catalíticos!
  • Seu sensor de fluxo de ar em massa precisa ser substituído. Esse sensor determina a quantidade de ar que entra no motor para verificar quanta gasolina é necessária para acionar o motor. A falta de substituição imediata do sensor defeituoso pode levar a um declínio no desempenho ou na eficiência de combustível.

O ponto principal é que você não deseja que a luz fique inexplorada por muito tempo. Leve seu carro para a manutenção ao primeiro sinal de problema pra o veículo não da pane em uma rua precisando de um serviço de guincho.